Prospective Study on the Biosensors Construction to Base Acetylcholinesterase for the Detection of Pesticides Organophosphorus

Authors

  • Laiane Araújo da Silva Souto UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA
  • Gilvanda Silva Nunes Universidade Federal do Maranhão
  • Fernanda Gabrielle Soares da Silva Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v10i2.916

Abstract

Pesticidas organofosforados (OFs) são compostos muito tóxicos, intensivamente utilizados na agricultura. A presença de resíduos de OFs no ambiente tem sido considerada de elevada periculosidade para a saúde humana, já que tais substâncias inibem irreversivelmente locais ativos catalíticos da enzima acetilcolinesterase (AChE), essencial para os seres vivos, considerando que esta permite a transmissão de sinais elétricos no sistema nervoso central. Biossensores enzimáticos vêm se desenvolvendo muito nas últimas décadas, sobretudo como proposta técnica e economicamente viável para a detecção rápida de pesticidas OFs, não só em amostras ambientais como em alimentos. O presente estudo tem como finalidade realizar um levantamento das pesquisas já concluídas sobre a construção e utilização desses biossensores, e que deram origem não só a teses, dissertações e artigos, mas que também resultaram em tecnologias protegidas por patentes. Para tal, foram consultadas bases de artigos e de patentes, nacionais e internacionais, bem como as bibliotecas das principais universidades brasileiras. Os resultados obtidos oferecem informações importantes para a construção de biossensores os mais sensíveis e de baixo custo possível.

Author Biographies

Laiane Araújo da Silva Souto, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA

Mestranda em Química Analítica na Universidade Federal do Maranhão, graduada em Ciências (Habilitação em Biologia ) pela Universidade Estadual do Maranhão (2006), graduada também em nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(2010) .Especialista em Ensino de Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(2012.). Cursou disciplinas de extensão em Sustentabilidade no Contexto das Ciências promovida pela Fundação CECIERJ (Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro), participando como colaboradora em pesquisas na área de contaminantes de alimentos e solos .Trabalha há 10 anos na área de licenciatura  em  Química  e  Biologia  (Biologia  Geral,Bioquímica  e  Química  orgânica,  química ambiental ) e há 5 anos na área de nutrição .Atua na área de Química Analítica, análise de biotoxinas no Núcleo de Análise de Resíduos Pesticidas (NARP)/UFMA. (Texto informado pelo autor)

Gilvanda Silva Nunes, Universidade Federal do Maranhão

Química Industrial pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA, 1986). Mestre em Agroquímica pela Universidade Federal de Viçosa (UFV, 1991). Doutora em Química pelo IQ/UNESP-Araraquara,SP (1999) (doutorado sanduíche na Depto de Química Ambiental do CID/CSIC, Barcelona, Espanha - 1997-1998). Pós-Doutora em Ecotoxicologia pela Universidade de Perpignan Via Domitia (UPVD, França, 2003-2004). Professora concursada (área de Química Analítica) no Depto. de Química da UFV (1991-1994). Atualmente é Professor Associado IV do Depto. Tecnologia Química da UFMA. Desenvolve pesquisas com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental e orienta estudantes de pós-graduação nos programas de pós-graduação em Química e Biodiversidade e Conservação (UFMA) e nos cursos de especialização "Lato Sensu" em Educação Ambiental e Gestão Participativa de Recursos Hídricos (IFMA), MBA em Gestão Ambiental (Excellence - Escola de Negócios) e Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho (FAMA). Foi Coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em "Gestão Ambiental nas Empresas" (Convênio UFMA/SEBRAE, 2001-2003). Foi Diretora do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (Campus IV- UFMA , Chapadinha-MA, 2006-2007). Foi Coordenadora do Núcleo de Desenvolvimento de Projetos de Inovação Tecnológica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFMA (NUDEPRO/PPPG/UFMA, 2009-2010). Foi Coordenadora do Fórum de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia do Nordeste, Fortec-NE (gestão 2010-2012). Foi Diretora do Departamento de Apoio a Projetos de Inovação e Gestão de Serviços Tecnológicos (DAPI/PPPG-UFMA), (2009-2015). DesenvolveU estudos relacionados com a Qualidade Ambiental (compartimentos solo e água), junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (UFMA/SEMA, 2014-2015). É lider do Grupo de Estudos e Análises Ambientais desde 2012.

Fernanda Gabrielle Soares da Silva, Universidade Federal do Maranhão

Química Industrial

Mestra em Química

References

BAIRD, C. Química Ambiental. 2 ed. Bookman. Porto Alegre – RS, 2002.

BRAIBANTE, M.E; ZAPPE, J.A. A Química dos Agrotóxicos.Química Nova na Escola, Vol. 34, n 1, p. 10-15, FEVEREIRO 2012

EPO. Espacenet Patent Search. Disponível em: <http://worldwide.espacenet.gov>. Acesso em: 5

jan 2016.

KAVRUK, M.; ÖZALP, V. C.; ÖKTEM, H. A. Portable Bioactive Paper-Based Sensor for Quantification of Pesticides. Journal of Analytical Methods in Chemistry, v.2013, p. 8, 2013

INPI. Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Disponível: . Acesso em: 2 nov. 2015.

MARTINEZ, M. T. Desenvolvimento de biossensores de pasta de carbono e de nanotubos de carbono modificados com a enzima acetilcolinesterase para detecção de pesticidas da classe de carbamatos. Dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2011.

MENDONÇA, C. D.; VERBINNEN, R. T.; MARQUES, P. R. B. O.; NUNES, G. S. Construção de biossensores amperométricos à base da enzima acetilcolinesterase contendo macroalga de ambiente estuarino para a detecção do agente anticolinesterase paration metílico. Caderno de Pesquisa, v. 19, p. 128-137, 2012.

PERIÓDICOS CAPES. Disponível em: <http://www.periodicos.capes.gov.br/>. Acesso em: jul. 2014.

SCIENCE DIRECT. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/>. Acesso em: jan 2016.

SCOPUS. Disponível em: <http://www.scopus.com/home.url>. Acesso em: jul. 2014.

USPTO. United States Patent and Trademark Office. Disponível: <http://www.uspto.gov>. Acesso em: 4 jan. 2016.

VAN DYK, J.S.; PLETSCHKE, B. Review on the use of enzymes for the detection of organochlorine, organophosphate and carbamate pesticides in the environment. Chemosphere, v. 82, p. 291–307, 2011

WANG, K.; LIU, Q.; DAI, L.; YAN, J.; JU, C.; QIU, B.; WU, X. A highly sensitive and rapid organophosphate biosensor based on enhancement of CdS– decorated graphene nanocomposite. Analytica Chimica Acta, v.695, p. 84–88, 2011.

WIPO. World Intelectual Property Organization. Disponível em: <http://www.wipo.int/patentscope/en/>. Acesso em: 9 jan. 2016.

Published

2020-04-13

Issue

Section

Management and Social Science