Percepção do corpo técnico-científico de uma empresa pública de pesquisa em Sergipe sobre propriedade intelectual

Authors

  • Ana Paula dos Santos
  • Sayonara Soares
  • Carlos Tatum
  • Suzana Leitão Russo

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v4i4.557

Abstract

A Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuára, considerando o dinamismo do mercado e as transformações realizadas na legislação sobre Propriedade Intelectual, e a sua missão de gerar soluções tecnológicas em benefício da sociedade, deliberou a Política Institucional de Gestão de Propriedade Intelectual na Embrapa, em 2 de julho de 1996, e, paralelamente, criou os Comitês Locais de Propriedade Intelectual (CLPI) das Unidades, para assessorar as Unidades nas questões que envolvem PI, mediante cumprimentos de normas e políticas da Empresa. O presente trabalho tem como objetivo verificar a percepção sobre Propriedade Intelectual (PI) dos pesquisadores de uma Unidade de Pesquisa da Embrapa. A metodologia consistiu em aplicar um questionário sobre o referido tema, composto de 10 perguntas fechadas, no período de três dias, considerando o universo do corpo técnico-científico da Unidade, responsável pela geração de conhecimento e da produção técnico-científica da Unidade. Os dados foram tabulados no programa Statistical Package for the Social Sciences – SPSS.

Published

2014-12-02

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)