Produção de aminoácidos e seus derivados: prospecção tecnológica

Authors

  • Daniel Lucena Domingues Universidade Federal do Ceará
  • Lana Grasiela Alves Marques RENORBIO-UFC
  • Ana Lúcia Ponte Freitas Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v5i4.546

Abstract

Os aminoácidos compõem uma classe de compostos bastante heterogênea que possibilitam a manutenção da vida e que possuem grande potencial para aplicações biotecnológicas. Neste contexto, esta pesquisa se propõe a fornecer um entendimento geral e comparado da proteção da propriedade intelectual, no que tange a produção de aminoácidos e seus derivados, no Brasil e no resto do mundo. A prospecção foi feita nos bancos de dados do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI) e no Worldwide-Espacenet, dos quais foram extraídos dados de ano de publicação de patentes e países de depósito relativos a cada um dos vinte aminoácidos principais até novembro de 2014. Destaca-se o pequeno número de patentes brasileiras, comparado ao resto do mundo, principalmente a países igualmente desenvolvidos economicamente, o que coloca em questão os motivos pelos quais o desenvolvimento de propriedade intelectual (e, principalmente, sua conversão a produtos) é ineficiente no país.

Published

2015-12-06

Issue

Section

Management and Social Science