A importância de uma indicação geográfica no desenvolvimento do turismo de uma região

Authors

  • Jaqueline Silva Nascimento Universidade Federal do Maranhão
  • Gilvanda Silva Nunes Universidade Federal do Maranhão-
  • Maria da Glória Almeida Bandeira Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v2i4.54

Abstract

Com a obtenção do selo de qualidade das Indicações Geográficas (IGs), o aumento da atividade turística tem sido uma realidade em várias localidades brasileiras, a exemplo da primeira IG “Vale dos Vinhedos”, que trouxe muitas oportunidades de negócios e novos postos de trabalho àquela região vinícola. Além desses, outros exemplos podem ser citados. O presente trabalho objetiva discutir a relação entre as Indicações Geográficas e o desenvolvimento do Turismo de uma determinada região. A discussão oferece ainda espaço para a criação de novos nichos de mercado, como o Turismo, a ser agregado com o desenvolvimento de uma IG acrescentando um diferencial competitivo importante para os produtores. A pesquisa baseou-se em roteiros turísticos já presentes em algumas IGs, como o Enoturismo e o Turismo de Aventura na Serra Gaúcha no Vale dos Vinhedos e o modo de produção da cachaça em Paraty (RJ). Portanto, diante da análise, entende-se que a aliança entre o Turismo e as Indicações Geográficas, é garantia de sucesso, desde que se tenha um planejamento adequado e políticas públicas ajustadas para todo o conjunto envolvido. No período de 2009 a 2012, o número de IGs no Brasil cresceu bastante, e as IGs mais recentes necessitam de apoio para crescerem e cumprirem seu papel como instrumento de desenvolvimento das regiões detentora do selo.

Author Biography

Jaqueline Silva Nascimento, Universidade Federal do Maranhão

Graduanda do Curso de Turismo da Universidade Federal Maranhão(UFMA)   e bolsista de Coordenação de Serviços Tecnológicos e de Inovação do Departamento de Apoio a Projetos de Inovação e Gestão de Serviços também da UFMA. As  qualificações profissionais incluem espírito empreendedor, facilidade de comunicação interpessoal, flexibilidade, capacidade de planejamento e organização, facilidade em assimilar conhecimentos dinâmicos e interesse em novos desafios e perspectivas de realizações profissionais. Cursos Básico, Intermediário e Avançado em Propriedade Intelectual, inglês básico, Gestão em Administração e Finanças e Qualidade de Vendas. Possui habilidades de comunicação e negociação, pró-atividades. Experiências em ações de gestão com pessoas, coordenação de equipes, domínio das ferramentas de internet e outros recursos da computação.

 

 

Published

2012-10-28

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)