Correlação entre publicações científicas e patentes com células-tronco pluripotente induzidas (IPS): bases para uma prospecção tecnológica

Authors

  • Maria Acelina Carvalho Universidade Federal do Piauí
  • Cristiano Jackson Coelho Universidade Federal do Piauí – UFPI
  • Yulla Klinger Carvalho Universidade Federal do Piauí – UFPI
  • Marcello Alencar Silva Universidade Federal do Piauí – UFPI
  • Lana Grasiela Marques Universidade Federal do Ceará – UFC
  • Maria Rita Santos Universidade Federal do Piauí – UFPI

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v4i5.492

Abstract

A reprogramação de células somáticas para uma célula pluripotente indiferenciada, com características de uma célula-tronco embrionária (CTE), é um dos avanços promissores no campo da biologia celular na última década. O objetivo desse trabalho foi reunir informações como base de uma prospecção tecnológica prévia sobre o tema células-tronco pluripotente induzidas (iPS) e verificar se existe correlação entre o número de publicações científicas e número de patentes na referida área. Foram pesquisadas patentes depositadas no EPO, USPTO e INPI e publicações científicas na base de dados Web of Science com a finalidade de realizar a correlação entre a quantidade de publicações científicas e o número de patentes depositados por ano e por países .A Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WO) seguida dos Estados Unidos e China detém os maiores números de patentes depositadas envolvendo iPS. Observa-se que as patentes envolvendo iPS aparecem a partir de 2007 com uma única patente japonesa registrada no INPI. Os EUA lidera o número de publicações científicas sobre iPS com 1.679 publicações na base de dados Web of Science.

Author Biography

Maria Acelina Carvalho, Universidade Federal do Piauí

Médica Veterinária, Doutora em Medicina Veterinária/Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres pela USP (1995). Professora Associada nível IV da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Departamento de Morfofisiologia Veterinária. Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPI (2004-2008). Coordenadora Estadual do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGB) da Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO). Experiência na área de Morfologia, aspectos aplicados à sanidade e a reprodução animal. Atua principalmente nos temas: testículo, espermatogênese, ciclo reprodutivo, desenvolvimento do embrião, feto e neonato; sêmen, rim, segmentos anátomo-cirúrgicos, e mais recentemente, células-tronco e terapia celular (estudos pré-clínicos) em animais domésticos e silvestres.

References

CHAPARRO, O.; BELTRÁN, O. Reprogramación nuclear y células pluripotentes inducidas. Revista Med, n.2, v.17, p. 252-263, 2009.

EUROPEAN PATENT OFFICE. Espacenet Patent Search. Disponivel em: <http://worldwide.espacenet.com/advancedSearch?DB=EPODOC&submitted=false&locale=en_EP&AB=&ST=advanced&compact=false>. Acesso em: 26 abr. 2013.

HANNA, J..; WERNING, M.; MARKOULAKI, S.; SUN, C-W.; MEISSNER, A.; CASSADY, J.P.; BEARD, C.; BRAMBRINK, T.; WU, L-C.; TOWNES, T.M.; JAENISCH, R. Treatment of sickle cell anemia mouse model with iPS cells generated from autologous skin. Science, v.318, n.5858, p. 1920-1923, 2007.

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL. Base de Dados INPI. Disponível em: <http://formulario.inpi.gov.br/MarcaPatente/jsp/servimg/servimg.jsp?BasePesquisa =Patentes>. Acesso em: 26 abr. 2013.

KOLYA, C. L.; CASTANHO, F. L. Células-tronco e a odontologia. ConScientiae Saúde, v. 6, n. 1, p. 165-171, 2007.

MUOTRI, A. R. Células-tronco pluripotentes e doenças neurológicas. Estudos Avançados, n.70, v.24, p.71-79, 2010.

NOGGLE, S.; FUNG, H. L.; GORE, A.; MARTINEZ, H.; SATRIANI, K. C.; PROSSER, R.; OUM, K.; PAULL, D.; DRUCKENMILLER, S.; FREEBY, M.; GREENBERG, E.; ZHANG, K.; GOLAND, R.; SAUER, M. V.; LEIBEL, R. L.; EGLI, D. Human oocytes reprogram somatic cells to a pluripotent state. Nature, v.478, p.70–75, 2011.

PARK, I. H.; ZHAO, R.; WEST, J. A.; YABUUCHI, A.; HUO, H.; INCE, T. A.; LEROU, P. H.; LENSCH, M. W.; DALEY, G. Q. Reprogramming of human somatic cells to pluripotency with defined factors. Nature, v.451, p.141–146, 2008.

ROBINTON, D. A.; DALEY, G. Q. The promise of induced pluripotent stem cells in research and therapy. Nature, v.481, p.295-305, 2012.

SCOPUS.Document Search Data Base. Disponivel em: <http://www.scopus.com/home.url>. Acesso em: 26 abr. 2013.

SOUZA, F. C.; NAPOLI, P.; HAN, W. S.; LIMA, C. V.; CARVALHO, C. C. A. Células-Tronco Mesenquimais: Células Ideais Para Regeneração Cardíaca? Rev Bras Cardiol Invasiva, v.18, p. 344-53, 2010.

SUN, N.; PANETTAB, N. J.; GUPTAB, D. M.; WILSONA, K. D.; LEEA, A.; JIAA, F.; HUA, S.; CHERRYC, A. M.; ROBBINS, R. C.; LONGAKER, M. T.; WUA, J. C. Feeder-free derivation of induced pluripotent stem cells from adult human adipose stem cells. Proc. Natl Acad. Sci., n.37, v.106, p.15720–15725, 2009.

TAKAHASHI, K.; YAMANAKA, S. Induction of pluripotent stem cells from mouse embryonic and adult fibroblast cultures by defined factors. Cell, v.126, p.663–676, 2006.

THE UNITED STATES PATENT AND TRADEMARK OFFICE. Patent Full-Text and Image Database. Disponível em: <http://patft.uspto.gov/netahtml/PTO/search-adv.htm>. Acesso em: 26 abr. 2013.

WEB OF KNOWLEDGE. Web of Science Search. Disponível em: <http://apps.webofknowledge.com/WOS_GeneralSearch_input.do?highlighted_tab=WOS&product=WOS&last_prod=WOS&SID=4DLNIj9C44O55@HePhC&search_mode=GeneralSearch>. Acesso em: 26 abr. 2013.

WERNING, M.; MEISSNER, A.; FOREMAN, R.; BRAMBRINK, T.; KU, M.; HOCHEDLINGER, K.; BERNSTEIN, B.E.; JAENISCH, R. In vitro reprogramming of fibroblasts into a pluripotent ES-cell-like state. Nature, v. 448, p. 318–324, 2007.

ZAGO, M.A.; COVAS, D.T. Células-tronco, a nova fronteira da medicina. São Paulo. Ed. Atheneu. 2006.

Published

2014-12-21

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)