Prospecção tecnológica e científica de alimentos probióticos funcionais na forma de barra de cereais

Authors

  • Bárbara Verônica Sousa Cardoso Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI - Brasil
  • Joilane Alves Pereira Freire Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI - Brasil
  • Guilherme Antônio Lopes Oliveira Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI - Brasil
  • Iuska Grazielle Macêdo Sousa Depatamento de Nutrição – Campus Ministro Petronio Portela Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI – Brasil
  • Rivelilson Mendes Freitas Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI - Brasil
  • Lívio César Cunha Nunes Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO Universidade Federal do Piauí – UFPI – Teresina/PI - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v5i3.474

Abstract

Nos países desenvolvidos é crescente a popularidade dos alimentos funcionais contendo probióticos e isto se deve aos avanços nas pesquisas em desenvolvimento de novos produtos, que resultaram na incorporação de probióticos não só em produtos lácteos, mas também em bebidas, e até mesmo em cereais e chocolates. O objetivo desse trabalho foi realizar uma prospecção tecnológica e científica de alimentos probióticos funcionais na forma de barra de cereais. Foram pesquisados depósitos de patentes nas bases EPO, WIPO, USPTO e INPI e artigos publicados no banco de dados da Web of Science, Scielo, Science Direct, Portal Periódicos Capes e Medline. Com a combinação dos termos cereal bars e probiotics, a busca resultou em 9 e 3 patentes,nas bases USPTO e WIPO, respectivamente. Após a análise, constatou-se que os Estados Unidos e a Alemanha foram os maiores depositantes nas bases internacionais. Entretanto, no INPI não foi encontrado nenhum depósito. Quanto aos artigos, obteve-se, apenas 14, na base de dados Scielo, com os termos food bar e lactobacillus. De acordo com os resultados desta prospecção, pesquisas sobre alimentos probióticos funcionais são necessárias, no Brasil, devido ao pequeno número de depósitos de patentes nas diferentes bases pesquisadas e artigos publicados.

References

AGRAWAL, R. Probiotics: an emerging food supple¬ment with health benefits. Food Biotechnology, v. 19, p. 227-46, 2005.

COMAN, M. M. et al. Functional foods as carriers for SYNBIO®, a probiotic bacteria combination. International Journal of Food Microbiology, v. 157, p. 346–352, 2012.

FAO/WHO. Working Group Report on Drafting. Guidelines for the Evaluation of Probiotics in Food. London, Ontario, Canada, April 30 and May 1, 2002.

FOOD PROCESSING. Modest growth for global probiotic market, 2009.

FREITAS, D.G.C. Desenvolvimento e estudo da estabilidade de barra de cereais de elevado teor protéico e vitamínico. 2005. 187f. Tese (Doutorado em Tecnologia de Alimentos), Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

GUARATINI, T.; CALLEJON, D.R.; PIRES, D.C. et al. Fotoprotetores derivados de produtos

naturais: perspectivas de mercado e interações entre o setor produtivo e centros de pesquisa.

Química Nova, v. 32, n. 3, p. 717-721, 2009.

GRANATO, D. et al. Functional Foods and Nondairy Probiotic Food Development: Trends, Concepts, and Products. Article first published online: 29 APR 2010.

KASHI. Disponível em: <http://www.kashi.com/>. Acesso em: 27 jun. 2014.

LIMA, A.C. Estudo para a agregação de calor aos produtos de caju: elaboração de formulações de frutas e castanha em barras. Tese de Doutorado, UNICAMP, Campinas, SP, 2004.

MATTILA-SANDHOLM, T. et al. Technological challenges for future probiotic foods. International Dairy Journal, v.12, p. 173-182, 2002.

MENEZES, C. R. et al. Microencapsulação de pro¬bióticos: avanços e perspectivas. Ciência Rural, v. 43, n.7, p.1309-1316, 2013.

NAZZARO, F. et al. Microencapsulation in food science and biotechnology. Current Opinion in Bio¬technology, v. 23, p. 1–5, 2011.

PESCH, O. Barra de Cereais: Um mercado em expansão. Paraná On Line, Paraná, 19 jul. 2008.

OLIVEIRA, L. G. et al. Informação de patentes: ferramenta indispensável para a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico. Química nova, vol. 28, suplemento, S36-S40, 2009.

SAAD, S. M. I.; BEDANI, R.; MAMIZUKA, E. M. Benefícios à saúde dos probióticos e prebióticos. In: SAAD, S. M. I.; CRUZ, A. G.; FARIA, J. A. F. (Ed.) Probióticos e prebióticos em alimentos – fundamentos e aplicações tecnológicas. São Paulo: Varela, 2011. Cap. 02, p. 51-84.

SERAFINI, M. R.; QUINTANS, J. S. S.; ANTONIOLLI, A. R. et al. Mapeamento de tecnologias patenteáveis com o uso da hecogenina. Revista Geintec, v. 2, n. 5, p. 427-435, 2012.

WILLIAMSON, C. Functional foods: what are the benefits? British Journal Community Nursing, v. 14, n. 6, p. 230–236, Jun. 2009.

ZONIS, S. Probiotic Foods: 2008 Update. The Nibble Magazine. Disponível em:http://www. thenibble.com/reviews/nutri/probiotic-foods7.asp>. Acesso em: 28 jun. 2014.

Published

2015-09-01

Issue

Section

Management and Social Science