Monitoramento tecnológico das técnicas de tratamento de água produzida

Authors

  • Mikele Cândida Sousa Sant'Anna UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
  • Rodolfo Romulo Araujo Chagas Universidade Federal de Sergipe
  • Danielle Barbosa de Matos Universidade Federal de Sergipe
  • Danilo Francisco Corrêa Lopes Universidade Federal de Sergipe
  • Gabriel Francisco da Silva Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v2i3.44

Abstract

Na indústria do petróleo, a geração de efluentes é inevitável, destacando a quantidade de águas residuais gerada em todas as etapas do processo de produção: extração, transporte e refino. Na extração, uma quantidade considerável de água é injetada nos poços visando aumentar a pressão, além de que em alguns casos já existe uma grande quantidade de água misturada ao próprio óleo. A proporção água/óleo aumenta com a idade do poço atingindo em alguns casos a proporção de mais 90% de água. O descarte desse efluente é prejudicial ao meio ambiente, sendo assim indispensável um tratamento prévio. Para a realização da busca de patentes utilizou-se a base da World Intellectual Property Organization (WIPO) e do Banco de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e o Escritório Europeu de Patentes (Espacenet). Avaliando o cenário mundial e brasileiro, no que concerne aos documentos de pedidos de patentes, podemos caracterizar a prospecção relativa às técnicas de tratamento de água produzida por estar em constante desenvolvimento.

Published

2012-09-21

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)