Prospecção tecnológica da utilização de microalgas em processo de extração de carotenoides voltados para insumos na nutrição humana e animal

Authors

  • Tácila Alcântara Mendonça
  • Ícaro Cazumbá
  • Alberto O. Lima
  • Itaciara Larroza Nunes

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v3i4.299

Abstract

Microalgas atualmente apresentam grande potencial de utilização nos setores industriais devido à capacidade destes em produzir biomassa rica em compostos biologicamente ativos como carotenoides. Diante dessa situação, o presente estudo objetivou realizar um estudo de prospecção tecnológica para coletar informações a respeito de técnicas de extração de carotenoides em microalgas. Para a realização da busca de patentes, utilizou-se a base de dados do European Patent Office (Espacenet). Ao avaliar o cenário verificou-se que o Japão (23) foi o país com o maior número de documentos de patentes e que o Brasil não possui nenhum documento de patente a respeito desta tecnologia. A partir da década de 80 verifica-se uma maior presença de pedidos de patentes (3 a 8). As principais áreas de aplicação dos documentos de patentes são: extração (44), cultivo (23) e biotecnologia (14). As algas (54%) são os principais microrganismos envolvidos nos processos de extração de carotenoides e que os principais pigmentos pesquisados em tais processos são o b-caroteno (32%) e astaxantina (10%), sendo a microalga Dunaliella sp (22) a mais utilizada. Nota-se, portanto que o Brasil precisa de políticas mais eficazes e investimentos financeiros para modificar este cenário.

Published

2013-12-15

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)