O comprometimento organizacional e a teoria das gerações: um estudo de caso em uma empresa metalúrgica na Serra Gaúcha

Authors

  • Franscico Honório Araújo Batista Universidade de Caxias do Sul
  • Ademar Galelli Universidade de Caxias do Sul

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v4i1.269

Abstract

A proposta deste trabalho é de analisar o comprometimento organizacional dos funcionários de uma empresa metalúrgica de Caxias do Sul. Foi utilizado o modelo dos três componentes de Allen e Meyer, que caracteriza o comprometimento organizacional em suas dimensões afetiva, instrumental e normativa. O instrumento de coleta de dados foi aplicado em uma amostra de 311 funcionários da empresa. O comprometimento organizacional foi analisado por grupo de funcionários pertencentes a quatro gerações (geração veteranos, geração baby boomers, geração X e geração Y). Esta teoria das gerações tem seu nascedouro na teoria geracional de Strauss e Howe, na qual os autores definem que em cada século há quatro gerações distintas e que cada uma das gerações comporta-se conforme as características de cada período geracional, bem como pelos acontecimentos de sua época. O resultado deste trabalho demonstra que há um bom comprometimento dos funcionários para com a empresa e não foram encontradas diferenças significativas entre as três dimensões do comprometimento para as quatro gerações pesquisadas.

Published

2014-03-17

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)