Características da Propriedade Intelectual no Nordeste Através de Sites de Buscas Tecnológicas

Authors

  • Mairim Russo Serafini Universidade Federal de Sergipe
  • Suzana Leitão Russo Universidade Federal de Sergipe
  • Ana Eleonora Paixão Universidade Federal de Sergipe
  • Gabriel Francisco da Silva Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v1i1.2

Keywords:

nordeste, bases patentearias, prospecção tecnológica

Abstract

Pode ser observado que houve avanços significativos das universidades brasileiras na participação em questões patentárias. A fim de tornar essa prática de pesquisas em bases patentárias mais comum, e descrever melhor a situação da propriedade intelectual na região Nordeste do Brasil, esse estudo objetivou a prospecção tecnológica de algumas Universidades dos estados que compõem essa região. Esta pesquisa consistiu no levantamento das informações na base do Escritório Europeu, Mundial e Brasileiro de Patentes. Podemos concluir que das bases pesquisadas, as Instituições dos estados do nordeste depositaram mais no INPI. Dos estados estudados Pernambuco foi o que teve maior número de depósitos acadêmicos e os depósitos foram realizados principalmente a partir de 2005 (coincidindo com a lei da inovação) e mais acentuadamente no ano de 2009.  A seção com maior aplicação foi a C, referente a área de química e metalurgia e a subclasse onde mais foi realizado os pedidos de depósitos foi a G01N. Assim, caracteriza-se a proteção da propriedade intelectual acadêmica na região nordeste do Brasil.

Published

2011-08-28

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)