Incentivos públicos à inovação: análises, críticas e proposições

Authors

  • Lucas do Monte-Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Thomas Kefas de Souza Dantas Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v3i3.193

Abstract

O artigo analisa os principais incentivos oferecidos pela Únião à inovação. Tais incentivos compreendem leis, fundos de financiamento e organizações sociais, como: Lei da Inovação, FNDCT e Embrapii.  Além disso, mostra problemas desses estímulos e oferece proposições para que obtenham eficácia e tornem o Brasil competitivo no mercado externo aliado à inovação. Ademais busca evidenciar o papel da inovação no desenvolvimento brasileiro tanto no bojo econômico quanto social. Mostrando que a inovação não ocorre apenas quando acontece uma ruptura radical com o padrão, pode-se inovar ao criar novos processos e produtos que facilitem a vida das pessoas. Para que esse espírito inovador cresça no Brasil, deve-se criar uma plataforma onde ideias possam ser expostas, modificadas, aperfeiçoadas e que cheguem ao mercado com sucesso.

Author Biographies

Lucas do Monte-Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Aluno do Curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Thomas Kefas de Souza Dantas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor de Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Mestrando em Direito Constitucional na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com Habilitação em Direito do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis pelo Programa de Formação de Recursos Humanos da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - PHR ANP/MCT nº 36

Published

2013-09-08

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)