Uso de blendas poliméricas como sistema de vetorização de fármacos para cicatrização: prospecção tecnológica

Authors

  • Rosana Mírian Barros Mendes Universidade Federal do Piauí
  • Keylla da Conceição Machado Universidade Federal do Piauí
  • Kátia da Conceição Machado Universidade Federal do Piauí
  • Rivelilson Mendes de Freitas Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v4i1.190

Abstract

Os biopolímeros, materiais poliméricos de origem natural ou sintética, são usados para aplicações biomédicas. Dentre o universo de aplicabilidades referentes à biomateriais poliméricos, a engenharia tecidual está apresentada como grande investidora de pesquisas que venham a desenvolver meios que estimulem a regeneração de lesões cutâneas. O objetivo dessa pesquisa foi realizar uma prospecção tecnológica sobre o uso de blendas poliméricas para cicatrização, realizando uma busca nos pedidos de patente nos depósitos de pedidos de patentes nacionais e internacionais. A prospecção foi realizada tendo como base os pedidos de patente depositados no banco de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) do Brasil, no European Patent Office (EPO), United States Patent and Trademark Office (USPTO) e World Intellectual Property Organization (WIPO). Após a prospecção foi constatado apenas uma patente de 2014 com a seção C08 (Química; Metalurgia) e a A61K (Necessidades Humanas). Até o presente momento existe um número inexpressivo de patentes associados a blendas poliméricas e cicatrização, nos bancos de dados analisados, porém quando separados esses termos assumem uma quantidade significante. Assim, foi possível concluir que existe carência de patentes e estudos científicos sobre esta associação, sendo necessário mais pesquisas sobre o tema.

Published

2014-03-17

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)