Criatividade e Inovação no Setor de Turismo: Uma Revisão Sistemática da Literatura

Authors

  • Mônica Maria Liberato Universidade Federal de Sergipe
  • Nadja Rosele Alves Batista Universidade Federal de Sergipe
  • Cleo Clayton Santos Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Ana Karla de Souza Abud Universidade Federal de Sergipe
  • Francisco Sandro Holanda Universidade Federal de Sergipe

Keywords:

ambiente criativo, gestão organizacional, desenvolvimento

Abstract

O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão sistemática da produção acadêmico-cientifica sobre criatividade e inovação para o desenvolvimento do turismo. Para isto, fez-se uma Revisão Sistemática da Literatua (RSL) usando as palavras-chave criatividade, inovação, desenvolvimento e turismo nas bases de dados Science Direct e Scielo. Com o estudo foi possível concluir que  a colaboração, o apoio e incentivo da gestão, desempenho criativo dos funcionários, a tecnologia da informação, o financiamento, a concorrência no mercado, o tamanho da empresa e o ambiente do trabalho são fatores predominantes no desenvolvimento da criatividade e inovação no setor de turismo. O estudo destacou, também, que os esforços das empresas do setor na atividade de inovação contribuem com evolução da indústria do turismo, sendo possível identificar que as principais iniciativas de inovação para o turismo envolvem o setor de produto/serviços.

Author Biographies

Mônica Maria Liberato, Universidade Federal de Sergipe

outoranda em Ciências da Propriedade Intelectual pela UFS, Mestre em Turismo pelo IFS, Mestre em Marketing pela Universidade de Lisboa (revalidado pelo Mestrado de Administração da UFPB), Especialista em Gestão de RH pela Faculdade São Luis de França. Graduada em Marketing pela Faculdade Alagoana de Tecnologia. Foi por 2 anos diretora administrativa/financeira da SMTT de são Cristóvão/SE. Foi por 2 anos coordenadora de Projetos da Secretaria Municipal da Ação Social e da Cidadania e exerceu por 2 anos a função de coordenadora de educação para o trânsito da SMTT de Aracaju. Também foi Professora dos cursos de Administração e Gestão de RH da Faculdade Maurício de Nassau (2013-2016). Tem experiência em processos de RH, Marketing e elaboração de projetos. Hoje é Professora Assistente da Faculdade São Luís de França e Membro do grupo de pesquisa Turismo, Educação e Cultura.

Nadja Rosele Alves Batista, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Nutrição e Mestranda em Ciência da Propriedade Intelectual

Cleo Clayton Santos Silva, Universidade Federal de Sergipe

Doutorando em Ciência da Propriedade Intelectual

Ana Karla de Souza Abud, Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Tecnologia de AlimentosUniversidade Federal de Sergipe

Francisco Sandro Holanda, Universidade Federal de Sergipe

Departamento de AgronomiaUniversidade Federal de Sergipe

References

ALENCAR, E. L. S. Desenvolvendo a criatividade nas organizações: o desafio da inovação. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 6, p. 6–11, dez. 1995.

ALDEBERT, B.; DANG, R. J.; LONGHI, C. Innovation in the tourism industry: The case of [email protected] Tourism Management, v. 32, n. 5, p. 1204-1213, 2011.

BUKHARI, A. M. M.; HILMI, M. F. Challenges and outcome of innovative behavior: A qualitative study of tourism related entrepreneurs. Journal of Technology Management & Innovation, v. 7, n. 2, p. 131-143, 2012.

CRESPO, M. L. F.; WECHSLER, S. M. Clima criativo: um diagnóstico para inovação nas organizações educacionais e empresariais. Psicodebate – Psicologia, Cultura y Sociedad, v. 1, p. 53-59, 2001.

CARLISLE, S.; KUNC, M.; JONES, E.; TIFFIN, S. Supporting innovation for tourism development through multi-stakeholder approaches: Experiences from Africa. Tourism Management, v. 35, p. 59-69, 2013.

DIVISEKERA, S.; NGUYEN, V. K. Determinants of innovation in tourism evidence from Australia. Tourism Management, v. 67, p. 157-167, 2018.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: Como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Record, 1999

GOODE, W. J., HATT, P. K. Métodos em pesquisa social. 5a ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1979.

FELDMAN, L. B.; RUTHES, R. M.; CUNHA, I. C. K. O. Criatividade e inovação: competências na gestão de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 61, n. 2, p. 239–242, 2008.

IZERROUGENE, B. A relação capital-trabalho na economia do conhecimento. Revista de Economia Política, v. 30, n. 4, p. 687-705, 2010.

LEE, C.; HALLAK, R.; SARDESHMUKH, S. R. Creativity and innovation in the restaurant sector: Supply-side processes and barriers to implementation. Tourism Management Perspectives, v. 31, p. 54-62, 2019.

PENG, J.; CHEN, Y.; XIA, Y.; RAN, Y. Workplace loneliness, leader-member exchange and creativity: The cross-level moderating role of leader compassion. Personality and Individual Differences, v. 104, p. 510-515, 2017.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: Métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, G. G. Cultura de estímulo à criatividade como instrumentos de processos inovadores. Projetica, v. 7, n. 1, p. 9-25, 22 dez. 2016.

TSAI, C. Y.; HORN, J. S.; LIU, C. H.; HU, D. C. Work environment and atmosphere: The role of organizational support in the creativity performance of tourism and hospitality organizations. International Journal of Hospitality Management, v. 46, p. 26-35, 2015.

Published

2020-07-16

Issue

Section

Innovative science and technology