Mapping of scientific production on technological parks

Authors

  • Cleide Mara Barbosa da Cruz
  • Daiane Costa Guimarães Universidade Federal de Sergipe
  • Dimitrius Pablo Sabino Lima de Miranda
  • Suzana Leitão Russo

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v9i4.1412

Abstract

Os parques tecnológicos são empreendimentos que apresentam diversas vantagens, tais como, contribuir significativamente no desenvolvimento social e econômico, assim como permite que exista uma interação entre universidades e governo, inclusive empresas. Por isso o objetivo deste trabalho foi realizar um mapeamento da produção científica sobre os parques tecnológicos. A metodologia consiste em um mapeamento da produção científica, sendo realizada uma pesquisa por meio da base de dados Scopus, foram utilizadas as palavras-chave “technological parks”, em que aplicando filtros, foram encontradas 652 publicações do ano de 1956 a 2018. Os resultados indicam que houve um aumento significativo no ano de 2017 com relação às publicações relacionadas a parques tecnológicos, e apesar do Brasil estar entre os dez países com maior frequência de publicações, ainda apresenta poucas produções, já os Estados Unidos tem maior número de produções depositados na base Scopus sobre o tema. Dessa forma, percebe-se que ainda existe a necessidade de ampliar as produções relacionadas aos parques tecnológicos, e com o uso do mapeamento da produção cientifica é possível que o pesquisador possa utiliza-lo para pesquisas futuras, e com isso melhorar a qualidade das suas produções científicas.

Author Biography

Daiane Costa Guimarães, Universidade Federal de Sergipe

Formação em Estatística pela Universidade Federal de Sergipe, aluna do mestrado em Ciência da propriedade Intelectaul e professora substituta do departamento de Estatística e Ciência atuariais - UFS

Published

2019-10-04

Issue

Section

Management and Social Science