Estudo Prospectivo da Utilização de Alimentos Extrusados Enriquecidos com Microalgas: uma Contribuição Sobre a Potencialidade desta Tecnologia

Authors

  • Ícaro Agostino
  • Ryzia de Cassia Vieira Cardoso
  • Dalva Maria da Nóbrega Furtunato
  • José Ângelo Wenceslau Góes
  • Áthila Ribeiro Cazumbá da Silva
  • Isaac Oliveira dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v7i4.1250

Keywords:

Extrusão, Spirulina sp, Inovação

Abstract

A tendência mundial de ênfase na saúde e nos benefícios que os ingredientes alimentícios nutritivos podem trazer para a qualidade de vida aconselha o uso de farinhas mistas para promover a formulação de alimentos mais saudáveis, rico em fibras e outros componentes que o caracterizam como alimento funcional. O presente estudo prospectivo teve como objetivo coletar informações a respeito de técnicas de extrusão para obtenção de “snacks” enriquecidos, relacionando com os documentos de patentes depositados, bem como estabelecer quais os países detentores desta tecnologia. A pesquisa foi realizada a partir da associação de códigos da Classificação Internacional de Patentes com palavras-chave sobre o tema, no banco de dados Espacenet, resultando em 70 patentes. As informações encontradas foram compiladas em gráficos e discutidas. O uso desta tecnologia foi evidenciado principalmente na China, uma vez que o Brasil não tem tradição no consumo de “snacks” e ainda busca recursos no concernente a inovação. O Brasil não possui patentes associadas a produção de “snacks”. A matéria prima mais utilizada foi a farinha de trigo, seguindo o polvilho. O deposito das patentes começaram a partir dos anos 80 e vem crescendo. Diante do cenário analisado, pode-se observar a crescente tendência mundial desta tecnologia e sua promissora associação ao enriquecimento de alimentos utilizando o processo de extrusão e as microalgas.

Published

2017-12-27

Issue

Section

Management and Social Science