Uso do Δ9-tetraidrocanabinol: um estudo de prospecção tecnológica

Adonias Almeida Carvalho, Antonio Marcos da Conceição Lima, Paula Maria de Almeida Santos, Wilmara de Carvalho Santos

Resumo


O ∆9-tetraidrocanabinol (∆9-THC) é a principal substância química com características alucinógenas presentes na Cannabis sativa L., além desse efeito psicotrópico, muitas descobertas têm sido realizadas comprovando também sua atividade analgésica, ansiolítica e anticonvulsionante. Metabólitos secundários oriundos de produtos naturais, sobretudo o ∆9-tetraidrocanabinol (canabinoides), têm papel de destaque no cenário científico e tecnológico em nível nacional e mundial. O objetivo deste trabalho foi realizar uma prospecção tecnológica referente ao ∆9-tetraidrocanabinol e sua aplicação na indústria química e farmacêutica. Foram realizadas buscas por depósitos de patentes nas bases World Intellectual Property Organization (WIPO), European Patent Office (EPO), Banco de Patentes Latinoamericanas (LATIPAT), Derwent Innovation Index (DII), United States Patent and Trademark Office (USPTO) e Instituto Nacional de Propriedade Industrial do Brasil (INPI), com coleta de dados no mês de março de 2016. Os resultados mostraram que WIPO configura-se na base de dados com maior número de pedidos de patentes, dentre os maiores depositantes estão os Estados Unidos e o EPO. O maior número de depósitos de patentes foi realizado no ano de 2007. A classificação de patentes mais abundante foi a subclasse A61K (finalidades médicas, odontológicas ou higiênicas). Os setores químico e farmacêutico foram predominantes na aplicação do ∆9- THC.

 


Texto completo:

PDF

Referências


APPENDINO, G.; CHIANESE G,; TAGLIALATELA-SCAFATI O. Cannabinoids: occurrence and medicinal chemistry.Curr Med Chem. 18:1085–1099, 2011.

BÔAS, G. K. V.; GADELHA, C. A. G. Oportunidades na indústria de medicamentos e a lógica do desenvolvimento local baseado nos biomas brasileiros: bases para a discussão de uma política nacional. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n.6, p.1463-1471, 2007.

CRIPPA, J. A. S.; ZUARDI, A. W.; HALLAK, J. E. C. Uso terapêutico dos canabinoides na psiquiatria. Revista Brasileira de Psiquiatria, vol.32, supl. 1, 2010.

DEWICK, P. M. Medicinal natural products: a biosynthetic approach. 3. ed. New York: John Wiley & Sons, 2009.

DUTRA, M. G. Plantas medicinais, fitoterápicos e saúde pública: um diagnóstico situacional em Anápolis, Goiás. Dissertação (mestrado) – Programa de pós-graduação em Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente, Centro Universitário de Anápolis – UniEvangélica, 112 fls, 2009.

FERRO, A. F. P.; BONACELLI, M. B. M.; ASSAD, A. L. D. Oportunidades tecnológicas e estratégias concorrenciais de gestão ambiental: o uso sustentável da biodiversidade brasileira. Gestão & Produção, vol.13, n.3, p. 489-501, 2006.

HONÓRIO, K.; ARROIO, A.; SILVA, A. Aspectos terapêuticos de compostos da planta Cannabis sativa. Química Nova, vol.29, n.2, p.318-325, 2006.

ILAN, A. B.; GEVINS, A.; COLEMAN, M.; ELSOHLY, M.A.; WIT, H.; Neurophysiologicaland subjective profile of marijuana with varying concentrations of cannabinoids. Behav Pharmacol. 16:487-96, 2005.

Instituto de Nacional de Propriedade Intelectual - INPI. Classificação Internacional de Patentes – CIP. Disponível em: http://ipc.inpi.gov.br/ipcpub/#refresh=page. Acesso em 07 out. 2015.

MACIEL, M. A. M.; PINTO, A. C.; VEIGA-JR, V. F.; GRYNBERG, N. F.; ECHEVARRIA, A. Plantas medicinais: a necessidade de estudos multidisciplinares. Química Nova, v. 25, n. 3, p. 429-438, 2002.

MECHOULAM, R. Plant cannabinoids: a neglected pharmacological treasure trove. Br J Pharmacol.146:913–915, 2005

OLIVEIRA, F. R. A. M; OLIVEIRA, G. A. L.; OLIVEIRA, G. L. S.; FREITAS, R. M. Prospecção tecnológica do acetato de carvacrolila e aplicações no setor industrial farmacêutico: ênfase em doenças negligenciadas. Geintec, vol. 3, n.3, p.103-110, 2013.

OLIVEIRA, K. P; BATISTA, D. S.; SOUZA, D. C. F; BENEDITO, C. P; RIBEIRO, M. C. C. Desponte e embebição em sementes de noni (Morinda citrifolia L.). Rev. Bras. Pl. Med.

Botucatu. v.13, p. 513-517, 2011.

PATRA, B. et al. Transcriptional regulation of secondary metabolite biosynthesis in plants. Biochimica et biophysica acta, v. 1829, p. 1236–47, 2013.

SERAFINI, M. R. et al. J. Mapeamento de tecnologias patenteáveis com o uso da hecogenina. Revista Geintec, v. 2, n. 5, p. 427-435, 2012.

TEIXEIRA, Luciene Pires. Prospecção tecnológica: importância, métodos e experiências da Embrapa Cerrados/Luciene Pires Teixeira. - Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2013.

TULP, M.; BOHLIN, L. Unconventional natural sources for future drug discovery. Drug Discovery Today, v. 9, p. 450–458, 2004.

WANG M. Y., WEST B. J., JENSEN C. J., NOWICKI D., CHEN S., PALU A., ANDERSON G., Acta Pharmacol. Sin. v. 23, p. 1127-1141, 2002.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v6i3.897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]