Processo de geração de biogás a partir do reaproveitamento da glicerina – fase pesada e lixo orgânico domiciliar

Caroline Klinger, Marcelo Paulo Stracke, Antônio Vanderlei dos Santos

Resumo


Diante dos problemas ambientais enfrentados atualmente em relação ao destino de resíduos orgânicos e industriais, o presente projeto visa à produção de biogás a partir do reaproveitamento do lixo orgânico domiciliar e da glicerina fase pesada (subproduto originado a partir da produção de biodiesel). Até pouco tempo, o biogás era simplesmente conhecido como um subproduto obtido a partir da decomposição anaeróbia de lixo. No entanto, o acelerado desenvolvimento econômico dos últimos anos e a alta acentuada do preço dos combustíveis convencionais têm encorajado as investigações na produção de energia a partir de novas fontes renováveis e economicamente atrativas. Para tanto, utilizando-se um biodigestor anaeróbio, realizaram-se testes com diferentes quantidades de lixo orgânico e glicerina fase pesada com o intuito de avaliar a condição mais propícia para a produção de biogás. Além disso, tem-se por objetivo propor uma aplicação em escala maior que a até então executada em laboratório utilizando esterco oriundo da criação de suínos, uma vez que os resíduos de origem animal constituem elevada proporção da biomassa, e sua utilização em sistemas de reciclagem é de extrema importância sob aspectos econômicos e ambientais tornando-o uma excelente matéria prima na produção de biogás. Após a análise do biogás gerado, tanto a partir do lixo orgânico quanto do esterco de suínos, verificou-se que os processos utilizados foram satisfatórios.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ABRELPE. Lançamento do Panorama 2012. Disponível em: , Acesso em: 21 jan. 2015.

ALVES, J. W. S. Diagnóstico técnico institucional da recuperação e uso energético do biogás gerado pela digestão anaeróbia de resíduos. São Paulo, 2000. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-09032012-090952/en.php, Acesso em: 21 jan. 2015.

AMORIM, A. C.; JÚNIOR, J. L.; RESENDE, K. T. Biodigestão anaeróbia de dejetos de caprinos obtidos nas diferentes estações do ano. Revista Engenharia Agrícola. São Paulo. vol. 24, n. 1, 2004, p. 16 – 24. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/eagri/v24n1/v24n01a03.pdf, Acesso em: 22 jan. 2015.

FERREIRA, C. M.; LIMA, M. C. P. B. Biodigestor para o gás do lixo orgânico. Revista e- xacta. Belo Horizonte: Editora UniBH. vol. 4, 2011. p. 5 – 17. Disponível em: < http://revistas.unibh.br/index.php/dcet/article/view/342 >, Acesso em: 11 dez. 2013.

HAN, S. K.; SHIN, H. S. Performance of an innovative two-stage process converting food waste to hydrogen end methane. Journal or the Air & Waste Management Association. Coréia do Sul. vol. 54, 2004. p. 242 – 249. Disponível em: < http://www.bvsde.paho.org/bvsacd/cd48/han.pdf?origin=publication_detail >. Acesso em: 16 jan. 2014.

HAULY, M. C. O.; OLIVEIRA, A. S.; POPPER, I. Digestão microbiana de matéria orgânica, produção de biogás e biofertilizante. Revista Semina. Paraná. vol. 4, 1983. p. 444 – 448. Disponível em: < http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/7399/0 >. Acesso em: 11 dez. 2013.

MICHEL, V. Biodiesel. Disponível em: < http://www.tetrapak.com/br/DocumentBank/Sustentabilidade/art_tec_biodiesel.pdf >. Acesso em: 7 jan. 2014.

PECORA, V. Implantação de uma unidade demonstrativa de geração de energia elétrica a partir do biogás de tratamento do esgoto residencial da USP – Estudo de caso. São Paulo. 2006. Disponível em: < http://cenbio.iee.usp.br/download/publicacoes/tesevan.pdf >. Acesso em: 8 jan. 2014.

PECORA, V.; FIGEUIREDO, N. J. V; COELHO, S. T.; VELÁZQUEZ, S. M. S. V. Biogás e o mercado de créditos de carbono. Rio de Janeiro. 2008. Disponível em: < http://cenbio.iee.usp.br/download/publicacoes/riooilgas2008.pdf >. Acesso em: 8 jan. 2014.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v6i2.819

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]