ANÁLISE DA INTEGRAÇÃO DA TEORIA DAS RESTRIÇÕES E DO LEAN MANUFACTURING NO CONTEXTO DA PEQUENA EMPRESA

Giancarlo Luis Nonnemacher, Diego Augusto de Jesus Pacheco

Resumo


O objetivo desse estudo foi analisar o impacto do uso integrado dos conceitos da Teoria das Restrições (Theory of Constraints – TOC) e do Lean Manufacturing em uma empresa de pequeno porte do segmento têxtil. Inicialmente determinaram-se os níveis de capacidade e eficiência dos recursos. Aplicou-se então o estudo de capacidade e demanda para identificar a restrição e adotaram-se as etapas de melhoria de processos da TOC integradas com as ferramentas Lean para elevar a capacidade produtiva. Também se implantou o processo de análise de capacidade e demanda no setor de Programação e Controle da Produção na empresa visando subordinar todos os recursos à capacidade da restrição. Os principais resultados do estudo contribuíram para evidenciar aspectos positivos na integração entre a TOC e Lean com subsídio da análise de capacidade e demanda no contexto da pequena empresa, dado que: i) melhorou o processo de programação da produção da empresa através de planos mais condizentes com a real capacidade dos recursos; ii) aumentou o índice de eficiência do gargalo através da minimização das perdas produtivas e; iii) reduziram-se alguns efeitos indesejáveis evidenciados na ARA, como o não cumprimento das metas de faturamento.


Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, J. et al. Sistemas de Produção: conceitos e práticas para projeto e gestão da produção enxuta. Porto Alegre: Bookman, 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO. ABIT. Perfil do Setor. Disponível em: . Acesso em: 01/2012

BARNES, R. M. Estudos de movimentos e tempos: projetos e medida do trabalho. São Paulo: Blucher, 1977.

CORRÊA, H. L.; CORRÊA, C. A. Administração da produção e operações: manufatura e serviços uma abordagem estratégica. 2.ed. São Paulo:Atlas, 2008.

CORRÊA, H. L.; GIANESI, I. G. N.; CAON, M. Planejamento, Programação e controle da produção. 5.ed. São Paulo: Atlas: 2009.

COX, J.; SPENCER, M. S. Manual da teoria das restrições. Porto Alegre: Bookman, 2002.

GODINHO FILHO, M. & FERNANDES, F. C. F. Manufatura Enxuta: uma Revisão que Classifica e Analisa os Trabalhos Apontando Perspectivas de Pesquisas Futuras. Revista Gestão & Produção. Vol. 11, n. 1, p. 1-19, jan. - abr. 2004.

GOLDRATT, E. M.; COX, J. A Síndrome do Palheiro: Garimpando Informações num Oceano de Dados. São Paulo: Educator Editora, 1992.

HOPP, W.J.; SPEARMAN, M.L. To pull or not to pull: what is the question? Manufacturing and Service Operations Management v. 6 n.2, 133–148, 2004.

JUNG, C. F. Metodologia para pesquisa & desenvolvimento: aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axel Books, 2004.

MARTINS, G. A. Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MARTINS, P. G.; LAUGENI, F. P. Administração da produção. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

PEINADO, J.; GRAEML, A. R. Administração da produção: operações industriais e de serviço. Curitiba: UnicenP, 2007.

PACHECO, D. A. J. A proposição de estratégias para elevar a capacidade das restrições em sistemas produtivos: a aplicação integrada da teoria das restrições e do lean manufacturing. XXX ENEGEP - Encontro Nacional de Engenharia de Produção, São Carlos, 2011.

RODRIGUES, P. C. C., OLIVEIRA, O. J. Modelos de gestão de estoques intermediários no processo de fabricação. XIII SIMPEP, Bauru São Paulo, 2006.

SHAH, R.; WARD, P.T. Defining and developing measures of lean production. Journal of Operations Management, Vol. 25 No. 4, pp. 785-805, 2007.

SHINGO, S. O sistema Toyota de produção: do ponto de vista da engenharia de produção. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 1996.

SLACK, N. Vantagem competitiva em manufatura: atingindo competitividade nas operações industriais. São Paulo: Atlas, 2002.

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JONHSTON, R. Administração da produção. São Paulo: Atlas, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookmann, 2001.

WOMACK, J. P. ; DANIEL, J. A Mentalidade Enxuta. Editora Campus, 1996.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v7i3.743

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com