Comparação de custo de transporte de entrega utilizando sistema Milk Run versus entregas ponto a ponto em uma empresa de termoplásticos

Enio Fernandes Rodrigues, Artur Rocha, Marcelo Alves, Irineu Souza Junior, Luiz Teruo Kawamoto Junior

Resumo


Empresas concentram seus esforços em redução de custos e melhorias de seus processos de produção, com intuito de oferecer melhores preços a seus clientes. A abordagem dos custos externos para fornecimento de um produto pode identificar pontos que requerem mais atenção. Este estudo tem como objetivo comparar o custo de frete usando o sistema milk run versus a entrega ponto a ponto em uma empresa do segmento de transformação de termoplásticos. Os resultados demonstraram que o sistema milk run possui grande potencial de economia para a empresa.


Texto completo:

PDF

Referências


Barat, Josef et al. Logística e transporte no processo de globalização: oportunidades para o Brasil. São Paulo: Unesp, 2007.

Bowersox, Donald J.; Closs, David J. Logística empresarial – o processo de integração da cadeia de suprimento. São Paulo: Ed. Atlas, 2001.

Frezatti, F. Orçamento Empresarial : Planejamento e Controle Gerencial. São Paulo: Ed. Atlas, 2006.

Hofstede, G.H. The game of budget control: how to live with budgetary standards and yet be motivated by them. Netherlands, Royal Van Gorcum Ltd., 1967

Luecke, R. Estratégia. 3ed. Rio de Janeiro: Record, 2009.

Lunkes, R. J. Manual do Orçamento. São Paulo: Editora Atlas, 2003.

Martins, G.A.; Theóphilo, C.R. Metodologia da Investigação Científica para Ciências Sociais Aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

Moura, D. A.; Botter, R. C. Caracterização do sistema de coleta programada de peças, Milk Run. Revista RAE-eletrônico. v. 1. nº1. jan-jun/2002.

Richardson, R.J. Pesquisa social: métodos e técnicas.São Paulo, Atlas, 1999.

Rodrigues, Paulo. Introdução aos sistemas de transporte no Brasil e à logística internacional. 3ed. São Paulo: Editora Aduaneiras, 2005.

Rumelt, Richard P. Schendel, Dan E. Teece, David J. Fundamental Issues in Strategy. Harvard Business School Press, 1994.

Slack, N; Chambers, S; Johnston, R. Administração da produção. 2ed. São Paulo: Atlas, 2009. 87p.

Shingo, Shigeo. Sistemas de produção com estoque zero: o sistema shingo para melhorias contínuas. Porto Alegre: Bookmann, 380p, 1996.

Viana, Herbert. Licões preliminares sobre custos industriais. Rio de Jeneiro: Qualitymark, 2005.

Watkins, M. Negociação. 6ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2009.

Welsch, G. A. Orçamento empresarial. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1983.

Weston, J.F. e Brigham, E.F. Fundamentos da Administração Financeira. São Paulo: Makron Books, 2000.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v6i4.716

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com