Estudo da viabilidade do óleo de vísceras de peixes marinhos (Seriola dumerlii (arabaiana), Thunnus ssp (atum), Scomberomorus cavala (cavala) e Carcharrhinus spp (cação) comercializados em Aracaju-se para a produção de biodiesel

Carla Crislan Bery

Resumo


O pescado e seus produtos são reconhecidamente importantes alternativas alimentares para a população humana, representam fontes de proteínas de alta qualidade e boa digestibilidade, lipídios, minerais, ácidos graxos e vitaminas lipossolúveis. A indústria de pescado representa um vasto potencial quanto ao volume de resíduo gerado, pois seus descartes podem ser transformados em produtos com aproveitamento mercadológico como exemplo disso as silagem, farinhas, óleos de peixe, biodiesel, produtos fermentados entre outros. Óleos provenientes de gordura animal e os usados para cocção de alimentos são utilizados como fonte de matéria prima alternativa para a produção de biocombustíveis, porém os óleos cuja origem vem dos resíduos orgânicos descartados por indústrias beneficiadoras de pescado estão sendo estudados como forma de reaproveitamento destes maximizando a utilização da matéria prima evitando desperdício e caminhando assim, para um desenvolvimento sustentável. Devido a falta de conhecimento sobre o potencial destes resíduos e a busca por matérias primas alternativas para melhorar a produção energética, o objetivo deste trabalho foi verificar a viabilidade do óleo extraído a partir das vísceras de peixes marinho para produção de biodiesel. Analisou-se a caracterização das vísceras de peixes marinhos e análises para determinar os teores de acidez, iodo e umidade, a viscosidade cinemática, o índice de saponificação e a densidade do óleo. Observou-se que as vísceras de peixes marinho apresentaram alto teor lipídico e proteico e o óleo extraído das vísceras de peixe marinho é uma alternativa como matéria prima para a produção de biodiesel.

Palavras-chave: vísceras, peixe marinho, óleo, biodiesel.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v2i3.62

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com