Nas entrelinhas da aprendizagem: o ensino, a virtualidade e os desafios das tecnologias na escola

Wendel Souza Santos, João Paulo de Lorena Silva, Ederson Luís Silveira

Resumo


A pesquisa aborda a formação docente para o uso das novas tecnologias de comunicação em sua relação com o processo de ensino-aprendizagem. O objetivo foi investigar a formação inicial e continuada dos professores/as, suas práticas e experiências em relação ao uso de tecnologias educacionais de comunicação. Para o desenvolvimento do trabalho, foi proposta uma pesquisa de abordagem qualitativa, com objetivos exploratórios e descritivos através de um estudo de campo, realizado em uma escola da rede municipal de Ilhéus. Para isso, como recurso metodológico, utilizamos técnicas de coletas de dados: observação sistemática da escola e entrevistas semiestruturadas com os professores e gestores. Os resultados nos mostraram inúmeros desafios para que essas práticas se concretizem. Na escola, foram encontradas as seguintes tecnologias de comunicação: televisão, computador, notebook, máquina fotográfica digital, data show e som. Além disso, apesar de a escola pesquisada possuir alguns recursos tecnológicos disponíveis, ainda há a burocracia para se utilizar tais aparatos. Concluiu-se, portanto, que o não acesso e a inviabilização às ferramentas de tecnologia de comunicação por parte de professores e alunos são causas diretas de um problema mais amplo (associado às deficiências na formação de usuários destas tecnologias) e que compromete a eficiência do processo de ensino-aprendizagem: o problema da exclusão digital.

 

 


Texto completo:

PDF

Referências


BEHRENS, M. O paradigma emergente e a prática pedagógica. 3ª ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

BIZZO, N. Ciências: fácil ou difícil. Ed. Ática, São Paulo, SP, 1998.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais /Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.

CORTEZ, R.C; SANTOS, M. S. F. Tendências e experiências inovadoras para o ensino de ciências na disciplina de prática de ensino. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2014.

DAYRELL, Juarez. Uma diversidade de sujeitos. O aluno do Ensino Médio: o jovem desconhecido. In: Juventudes e escolarização: os sentidos do Ensino Médio. Salto para o futuro. Ano XIX boletim 18 – p. 16-23. Novembro/2009

GARBIN, Maria Elisabete. Participação juvenil nas escolas. Conectados por um fio: alguns apontamentos sobre internet, culturas juvenis contemporâneas e escola. In: Juventude e escolarização: os sentidos do Ensino Médio. Salto para o futuro. Ano XIX, boletim 18 – p. 20-40. Novembro/2009

GATT, Bernardete A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. 2010. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2014.

GREEN, Bill; BIGUM, Chris. Alienígenas na sala de aula. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 5ª ed. Petrópolis: Vozes, pp. 208-243, 2003.

LÉVY, Pierre. O que é virtual. Disponível em: . Acesso em: 13 ago. 2013.

PENTEADO, Heloisa Dupas. Pedagogia da comunicação: sujeitos comunicantes. In:________ Pedagogia da comunicação: teorias e práticas. São Paulo: Cortez, pp. 13-22, 1998.

VEIGA, Ilma Passos A. Ensinar: uma atividade complexa e laboriosa. IN: _______ (org.) Lições de didática. São Paulo: Papirus Editora, pp. 13-33, 2006.

SALES, Shirlei Rezende. Interface entre currículo escolar e currículo do Orkut: ciborguização da juventude contemporânea. In: PARAÍSO, Marlucy Alves (Org.). Pesquisas sobre currículo e culturas: temas, embates, problemas e possibilidades. Curitiba: Editora CRV, 2010.

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SILVEIRA, Ederson Luís. Agir na urgência e decidir na incerteza: sobre a sociedade multimodal e a formação de professores. Revista Eletrônica Interdisciplinar, n. 11, vol. 1, pp. 19-23, 2014a.

SILVEIRA, Ederson Luís. Pensar com Foucault: história, sujeito e discurso. Cadernos Discursivos, Catalão –GO, v. 1, n. 1, pp.38-50, 2014b.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v5i1.608

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]