Análise dos principais métodos de pesquisa empregados para a condução de estudos que abordam a inovação no Brasil

Aline Dresch, Paulo Augusto Cauchick Miguel

Resumo


Os procedimentos metodológicos nem sempre são uma preocupação central das pesquisas, mas são um meio para se alcançar resultados importantes e confiáveis. Desta forma, uma adequada abordagem metodológica pode auxiliar o pesquisador tanto na condução da sua investigação, como também, posteriormente, para assegurar o reconhecimento científico de sua pesquisa. Assim, o objetivo central deste trabalho é estudar, por meio de uma análise da literatura, quais são os principais métodos de pesquisa e seus desdobramentos, utilizados por investigadores para condução de estudos voltados à inovação no Brasil. Para o alcance deste objetivo, 26 periódicos nacionais da área de gestão de operações, administração e engenharia, foram analisados. Foi possível observar que boa parte dos artigos não demonstra o método de pesquisa empregado para condução do trabalho. Ademais, daqueles que identificam o método de pesquisa, a maioria emprega o estudo de caso, embora nem sempre de maneira metodologicamente adequada. É possível observar, ainda, que a maior parte dos artigos analisados envolvem trabalho de campo e, aqueles que são teóricos, são ainda mais incipientes no que tange aos procedimentos metodológicos adotados. Por fim, são apresentadas algumas limitações deste estudo, bem como oportunidades para trabalhos futuros. Como oportunidade para trabalhos futuros, pode-se destacar a necessidade de estudar, em maior profundidade, os aspectos metodológicos que fundamentam as pesquisas científicas, com o intuito de construir pesquisas mais robustas e que, por consequência, sejam mais reconhecidas pela comunidade acadêmica.


Texto completo:

PDF

Referências


ADLER, M. J. A Arte de Ler. Rio de Janeiro: Livraria AGIR Editôra, 1947.

ARAUJO, C. A. Bibliometria: evolução história e questões atuais. Em Questão, v. 12, n. 1, p. 11–32, 2006.

BARDIN, L. L’analyse de contenu. Paris: Presses Universitaires de France Le Psychologue, 1993.

BLESSING, L. T. M.; CHAKRABARTI, A. DRM, a Design Research Methodology. London: Springer, 2009.

BOOTH, W. C.; COLOMB, G. C.; WILLIAMS, J. M. The Craft of Research. 3. ed. Chicago: The University of Chicago Press, 2008.

CAUCHICK MIGUEL, P. A. Estudo de caso na engenharia de produção: estruturação e recomendações para sua condução. Produção, v. 17, n. 1, p. 216–229, abr. 2007.

CAUCHICK MIGUEL, P. A. .; HO, L. L. Levantamento Tipo Survey. In: CAMPUS, E. (Ed.). Metodologia de Pesquisa em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2. ed. Rio de Janeiro: [s.n.]. p. 75–102.

DICICCO-BLOOM, B.; CRABTREE, B. F. The qualitative research interview. Medical education, v. 40, n. 4, p. 314–21, abr. 2006.

EISENHARDT, K. M. Building Theories from Case Study Research. Academy of Managenent Review, v. 14, n. 4, p. 532–550, 1989.

ELLRAM, L. M. The use of the case study method misconceptions related to the use. Journal of Business Logistics, v. 17, n. 2, p. 93–138, 1996.

FERREIRA, A. G. C. Bibliometria na avaliação de periódicos científicos. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v. 11, n. 3, 2010.

FILIPPINI, R. Operations management research: some reflections on evolution, models and empirical studies in OM. International Journal of Operations & Production Management, v. 17, n. 7, p. 655 – 670, 1997.

HAIR JR., J. F. et al. Multivariate Data Analysis. 7. ed. New Jersey: Prentice Hall, 2009.

HORTA, P. M. V. Etnografia organizacional: um método para análise da cultura nas empresas. Revista Eletrônica de Economia, v. 5, n. 9, p. 1–10, 2007.

LACERDA, D. P. et al. Design Science Research: A research method to production engineering. Gestão & Produção, v. 20, n. 4, p. 741–761, 2013.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

LOO, R. The Delphi method: a powerful tool for strategic management. Policing: An International Journal of Police Strategies & Management, v. 25, n. 4, p. 762–769, 2002.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de Pesquisa. 7. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

MENTZER, J. T.; FLINT, D. J. VALIDITY IN LOGISTICS RESEARCH. Journal of Business Logistics, v. 18, n. I, p. 199–217, 1997.

MINAYO, M. C. DE S. O Desafio do Conhecimento. 4. ed. São Paulo-Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1996.

MORABITO NETO, R.; PUREZA, V. Modelagem e Simulação. In: Metodologia de Pesquisa em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2012. p. 169–198.

MOREIRA, A. C. O problema da co-especialização no desenvolvimento colaborativo de novos produtos. Produção, v. 15, n. 1, p. 23–33, abr. 2005.

MOURA, G. M. P. DE et al. FATORES CRÍTICOS PARA A DISSEMINAÇÃO DA CULTURA DA INOVAÇÃO ATRAVÉS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO. Revista Gestão Industrial, v. 08, n. 04, p. 30–50, 2012.

NAKANO, D. Métodos de pesquisa adotados na Engenharia de Produção e Gestão de Operações. In: (ORGANIZADOR), P. A. C. M. (Ed.). Metodologia de Pesquisa em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier: ABEPRO, 2012. p. 65–74.

NETO, C. D.; LONGO, R. M. J. A GESTÃO DO CONHECIMENTO E A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Transinformação, v. 13, n. 2, p. 93–110, 2001.

OLIVEIRA, M.; FREITAS, H. M. R. Focus Group - pesquisa qualitativa: resgatando a teoria, instrumentalizando o seu planejamento. Revista da Administração, v. 33, n. 3, p. 83–91, 1998.

PIDD, M. Modelagem Empresarial: ferramentas para tomada de decisão. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

PLUMMER-D’AMATO, P. Focus group methodology Part 1: Considerations for design. International Journal of Therapy and Rehabilitation, v. 15, n. 2, p. 69–73, 2008.

ROMME, A. G. L. Making a Difference : Organization as Design. Organization Science, v. 14, n. 5, p. 558–573, 2003.

SAUNDERS, M.; LEWIS, P.; THORNHILL, A. Research methods for business students. 5. ed. England: Pearson Education Limited, 2009.

THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-Ação. 17. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

WRIGHT, J. T. C.; GIOVINAZZO, R. A. Delphi – uma ferramenta de apoio ao planejamento prospectivo. Caderno de Pesquisa em Administração, v. 01, n. 12, p. 54–65, 2000.

YIN, R. K. Case Study Research: Design and Methods. 5. ed. United States of America: SAGE Publications, Inc, 2013.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v5i4.522

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com