Relação entre cultura organizacional e inovação tecnológica - um estudo de caso em uma fábrica de fitas adesivas

Guilherme Eduardo Tanoue dos Santos, Márcia Regina Neves Guimarães, Andréa Regina Martins Fontes, Patrícia Saltorato, Luciana do Carmo Menezes de Andrade

Resumo


Atualmente, a inovação se apresenta como um elemento estratégico quando uma organização visa manter e adquirir novos consumidores para seus produtos e serviços. Por outro lado, estudos mostram que características da cultura organizacional podem fomentar ou inibir a geração de inovações. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo identificar os aspectos relacionados à cultura de uma organização, que influenciam a geração de inovação de produto e processo em uma fábrica de fitas adesivas. Para a realização da pesquisa, adotou-se a abordagem qualitativa e o estudo de caso como método de procedimento. Constatou-se que características como o ambiente informal existente dentro da organização, a tolerância ao erro e a ênfase nas necessidades do cliente, entre outras, favorecem a inovação.  Porém, percebeu-se que há um distanciamento entre os funcionários do nível operacional da produção e a geração de inovação. Apesar de existir caminhos para a exposição de ideias que resultem em inovação de produto ou processo, notou-se que a expectativa da empresa com relação ao trabalho dos operadores está no cumprimento de regras e no desempenho operacional.


Texto completo:

PDF

Referências


AFUAH, A. Innovation Management: Strategies, Implementation, and Profits. 2ª ed. New York: Oxford University Press, 2003. 390 p.

ARRUDA, M. F. Cultura Organizacional e Inovação: Estudo de Caso em Um Hospital Privado com Características de Inovação no Município de São Paulo. 2006.120 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2006.

BANERJEE, S. Developing manufacturing management strategies: influence of technology and other issues. International Journal of Production Economics, Amsterdam, v. 64, p. 79-90, 2000.

BECHEIKH, N.; LANDRY, R.; AMARA, N. Lessons From Innovation Empirical Studies in the Manufacturing Sector: A Systematic Review of the Literature From 1993-2003. Technovation. Canada, v. 26, p.644-664, 2005.

BENEDETTI, M. H.; TORKOMIAN, A. L. V. Uma análise da influência da cooperação Universidade-Empresa sobre a inovação tecnológica. Gestão & Produção, São Carlos, v.18, n.1, 2011.

BOEHE, D.; ZAWISLAK, P. Influências ambientais e inovação de produtos: estudo de casos em subsidiárias de multinacionais no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 11, n. 1, p. 97-117, 2007.

CALMANOVICI, C. A inovação, a competitividade e a projeção mundial das empresas brasileiras. Revista USP, São Paulo, n. 89, p. 190-203, 2011.

CAUCHICK MIGUEL, P. A. Adoção do estudo de caso na engenharia de produção. In: CAUCHICK MIGUEL, P. A. (Coord.). Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão de operações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 280p.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia Científica. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1983. 249 p.

DAMANPOUR, F.; ARAVIND, D. Product and process innovations: a review of organizational and environmental determinants. In: HAGE, J.; MEEUS, M. Innovation, science, and institutional change. New York: Oxford University Press, 2006.

DAMANPOUR, F.; WISCHNEVSKY, J. D. Research on Innovation in Organizations: Distinguishing Innovation-Generating From Innovation-Adopting Organizations. Journal of Engineering and Technology Management JET-M. , United States, v.23, p.269-291, 2006.

FELDMAN, S. I. How organizational culture can affect innovation. Organizational Dynamics, v.17, p.57-68, 1988.

GRIFFITS, W.; WEBSTER, E. What governs firm-level R&D: internal or external factors? Technovation, v.30, p. 471-481, 2010.

HAGE, J.; MEEUS, M. Innovation, Science, and Institutional Change: A Research Handbook. New York: Oxford University Press, Inc., 2009.

HARTMANN, Andreas. The role of organizational culture in motivating innovative behaviour in construction firms. Construction innovation, v 6, n.3, p.159–172, 2006.

JASSAWALLA, A. R.; SASHITTAL, H.C. Cultures that support product-innovation processes. The Academy of Management Executive, v.16, n.3, p.42-54, 2002.

KHAZANCHI, S.; LEWIS, M. W.; BOYER, K. K. Innovation-Supportive Culture: The

Impact of Organizational Values on Process Innovation. Journal of Operations Management, United States, v.25, n.13, p.871-884, 2006.

LAM, A. Organizational innovation. Brunel Research in Enterprise, Innovation, Sustainability, and Ethics. Londres: Brunel University. Apr. 2004. Disponível em: . Acesso em 18 set. 2011.

LIN, H.; McDONOUGH III, E. F. Investigating the role of leadership and organizational culture in fostering innovation ambidexterity. IEEE Transactions on engineering management, v.58, n.3, p.497-507, 2011.

MACHADO, D. D. P. N. Organizações inovadoras: estudos dos fatores que formam um ambiente inovador. Revista de Administração e Inovação, v.4, n.2, p.5-28, 2007.

MACHADO, D. D. P. N.; VASCONCELLOS, M. A. Organizações Inovadoras: Existe Uma

Cultura Específica Que Faz Parte Deste Ambiente? Revista de Gestão USP, São Paulo, v.14, n.4, p.15-31, 2007.

MARTINS, R. A. Abordagens quantitativa e qualitativa. In: MIGUEL, P. A. C.(org.) Metodologia de pesquisa em engenharia de produção. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 280p.

MARX, R. Organização do trabalho para a inovação: uma avaliação crítica dos projetos e da implantação de trabalho em grupos com autonomia. São Paulo: Atlas, 2011.112p.

NEELY, A. et al. A Framework for Analysing Business Performance, Firm Innovation and Related Contextual Factors: Perceptions of Managers and Policy Makers in Two European Regions. Integrated Manufacturing Systems, v. 12, p.114 – 124, 2001.

OECD. Proposed Guidelines for Collecting and Interpreting Technological Innovation Data – Oslo Manual, OECD, Paris, 2005.

SENER, S.; SARIDOGAN, E. The effects of science-technology-innovation on competitiveness and economic growth. Procedia: Social and Behavioral Sciences, v. 24, p. 815-828, 2011.

SCHEIN, E. H. The role of the founder in creating organizational culture. Organizational Dynamics, p.13-28, 1983.

SCHEIN, E. H. Organizational culture. American Psychologist, p.109-119, 1990.

SIGUAW, J. A.; SIMPSON, P. M.; ENZ, C. A. Conceptualizing Innovation Orientation: A

Framework for Study and Integration of Innovation Research. The Journal of Product

Innovation Management, Republic of Singapore, v.23, p.556-574, 2006.

SKERLAVAJ, M.; SONG, J. H.; LEE, Y. Organizational Learning Culture, Innovative

Culture and Innovations in South Korean Firms. Expert Systems with Applications: An

International Journal, United States, v.37, p.6390-6403, 2010.

SPACAPAN, G. L.; BASTIC, M.; Differences in Organizations’ Innovation Capability in

Transition Economy: Internal Aspect of the Organizations’ Strategic orientation.Technovation, Canada, v. 27, p 533-546, 2007.

VALENCIA, J. C. N.; VALLE, R. S.; JIMÉNEZ, D. J.; Organizational Culture as Determinant of Product Innovation. European Journal of Innovation Management, v.13, n. 4, p. 466-480, 2010.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2004.

p.

TIDD, J.; BESSANT, J.; PAVITT, K. Gestão da inovação. Porto Alegre: Bookman, 2008.

VARIS, M.; LITTUNEN, H. Types of innovation, sources of information and performance in entrepreneurial SMEs. European Journal of Innovation Management, v.13, n.2, p.128-154, 2010.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v5i2.518

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]