A gestão tecnológica como diferencial competitivo no mercado cervejeiro: prospecção tecnológica aplicada a cervejas com baixo teor calórico – light

Authors

  • Deise Graziele Dickel UFSM
  • Orlando Ferreira da Silveira UFSM
  • Julio Cezar Mairesse Siluk UFSM
  • Sérgio Luiz Jahn UFSM

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v5i2.502

Abstract

Na atualidade, diante das constantes transformações vividas pelos consumidores e de sua preocupação com a saúde e a melhoria da qualidade de vida, percebe-se o crescimento da demanda por bebidas com baixo teor calórico, inclusive as cervejas, as quais seu consumo moderado possui um efeito estimulante sobre o metabolismo e as funções digestivas, além de atuar como calmante sobre o sistema nervoso e também possuir efeitos diuréticos. O presente artigo tem como objetivo realizar uma prospecção tecnológica avaliando o panorama mundial de patentes depositadas, visando identificar as tendências tecnológias, científicas e inovadoras relacionadas ao desenvolvimento de bebidas com baixo teor calórico, especificamente cervejas light. A metodologia empregou a busca no diretorio de bases de patentes Orbit e encontrou um total de 130 patentes depositadas no período entre 1994 e 2014. Os resultados mostram que as tecnologias voltadas para este produto estão depositadas em sua maioria nos Estados Unidos e ainda estão em evolução sendo que vem crescendo gradativamente

Author Biographies

Deise Graziele Dickel, UFSM

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Orlando Ferreira da Silveira, UFSM

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Julio Cezar Mairesse Siluk, UFSM

Professor do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Sérgio Luiz Jahn, UFSM

Professor do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

References

AMPARO, K. K. S.; RIBEIRO, M. C. O.; GUARIEIRO, L. L. N. Estudo de caso utilizando mapeamento de prospecção tecnológica como principal ferramenta de busca científica. Revista Perspectivas em Ciência da Informação, v.17, n.4, p.195-209, out./dez. 2012.

ANDRADE, Thamires. Opção para quem está de dieta, cerveja light tem redução de até 25% de calorias. Disponível em: <http://boaforma.uol.com.br/noticias/redacao/2012/05/11/opcao-para-quem-esta-de-dieta-cerveja-light-tem-reducao-de-ate-25-de-calorias.htm>. Acesso em: 05 de jul. 2014.

BACELAR, Mayara. Estilo de vida saudável conquista mais mercado. Disponível em: <http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=119141>. Acesso em: 05 de jul. 2014.

BORTOLI, Daiane A. da S. et. al. apud SINDICERV. Leveduras e produção de cervejas - Revisão. Bioenergia em Revista: Diálogos, ano 3, n. 1, p. 47, jan./jun. 2013.

CASTRO, Heizir F. de. Produção de Cervejas. Disponível em: <http://sistemas.eel.usp.br/docentes/arquivos/5840855/LOQ4023/FabricacaodeCerveja.apresentacao2014.pdf>. Acesso em: 02 de jul. 2014.

DU PONT. Site institucional. Disponível em: http://www.dupont.com/corporate-functions/our-company.html. Acesso em: 07/07/2014.

FEIJÓ, Enio. A ordem é inovar. Revista Engarrafador Moderno. São Paulo, n. 237, p. 50, fevereiro 2014.

FILHO, Waldemar Gastoni Venturini. Bebidas Alcoólicas: ciência e tecnologia. 1. ed. São Paulo: Blucher, 2010.

FREITAS, F. L. Gestão da inovação: teoria e prática para implantação. São Paulo, Atlas: 2013.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, Atlas, 2010.

KEUKELEIRE, Denis de. Fundamentals of beer and hop chemistry. Química Nova [online], vol. 23, n. 1, p. 108-112, 2000.

LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia Científica. 5ª ed. São Paulo, SP, 2003.

LEITE, Paula Bacelar et. al. Tendências Tecnológicas para a Produção de Bebidas Alcoólicas com Baixo Teor Alcoólico. Revista GEINTEC, vol. 3, n. 3, p. 213-220, 2013.

LIMA, S. C. V, C.; PEDROSA, L. F. C. Avaliação da dieta habitual de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade. Rev. Nutr. vol.17 no.4 Campinas Oct./Dec. 2004.

MURAD, Fernando. Itaipava cria cerveja de baixa caloria. Disponível em: <http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2012/02/15/Itaipava-cria-cerveja-de-baixa-caloria.html>. Acesso em: 01 de jul. 2014.

MCKEOWN, Max. Estratégia do planejamento à execução. 1. ed. São Paulo: HSM Editora, 2013.

NOGUEIRA, Alvaro Dertinate. Cerveja light, uma opção saudável (II). Disponível em: <http://www.firjan.org.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=2C908CE921846A7601218E63EC3421A8>. Acesso em: 02 de jul. 2014.

NOVOZYMES. Site institucional. Disponível em: http://www.novozymes.com/en/about-us/Pages/default.aspx. Acesso em: 07/07/14.

PARRA, Carlos Donizete. Flexibilidade com valor agregado. Revista Engarrafador Moderno. São Paulo, n. 237, p. 05, p. 20, fevereiro 2014.

SOUZA, Ana Carolina. Suco light, refrigerante light... Cerveja light?!. Disponível em: <http://mondayacademia.wordpress.com/2012/03/13/suco-light-refrigerante-light-cerveja-light/>. Acesso em: 05 de jul. 2014.

TERRA, J. C. 10 dimensões da gestão da Inovação: uma abordagem para a transformação organizacional. São Paulo, Campus: 2012.

WAITMANN, Gabriel. Guia essencial sobre cervejas sem álcool e a busca pelas melhores marcas nacionais. Disponível em: <http://www.guardanapodepapel.com/2013/09/guia-sobre-cervejas-sem-alcool-e-o.html>. Acesso em: 01 de jul. 2014.

Published

2015-06-09

Issue

Section

Management and Social Science