Atividade antibacteriana de plantas medicinais: uma prospecção tecnológica

Wellyson da Cunha Araújo Firmo, Helmara Diniz Costa, Hermínio Benitez Rabello Mendes, Luana Fontoura Gostinski, Isabel Cristina Lopes Dias, Priscila Soares Sabbadini, Gilvanda Silva Nunes

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo a realização de uma prospecção tecnológica sobre plantas medicinais com atividade antibacteriana. Foram utilizadas as bases de artigos científicos Science Direct, Web of Science e SCOPUS. Para teses e dissertações, o banco de Teses da CAPES, e para patentes, as bases do INPI, WIPO e EPO. A pesquisa foi realizada em julho de 2014, caracterizando um estudo documental. Foi possível observar um quantitativo superior de artigos científicos em relação as patentes sobre o tema abordado. Na base da WIPO, os descritores que mais almejaram o objetivo da pesquisa, foram encontrados 38 patentes, o país com maior número de depósito de patentes foi República da Coreia com 27, onde 32 estão classificadas na Seção A (necessidades humanas) e o ano que ocorreu mais depósito foi 2005, com 7 patentes. Há necessidade de mais investimentos em pesquisas e incentivos na elaboração de produtos terapêuticos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i5.475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com