Inovação em processos gerenciais: um estudo de caso em agronegócio

José Renê de Oliveira

Resumo


Inovar é um requisito para o crescimento econômico. É uma das principais formas de se obter vantagem competitiva. O objetivo deste estudo é investigar como a inovação na gestão dos processos gerenciais pode qualificar e reter a mão-de-obra  no campo. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo realizado em uma empresa do setor de agronegócios localizada em uma propriedade rural, no município de Itaquí, na fronteira oeste do Estado do Rio Grande do Sul. As informações foram obtidas dos arquivos da empresa e por meio de entrevistas realizadas com o proprietário da empresa. O estudo mostrou que as inovações da gestão nos processos gerenciais adotados na empresa qualificaram e retiveram a mão-de-obra no campo.  Mostrou também, que a inovação trouxe benefícios para todos os envolvidos, ou seja, empresário, colaboradores, familiares e sociedade, pois houve um crescimento significativo no número de equipamentos, mão-de-obra qualificada e aumento da produção no decorrer dos anos analisados.


Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS II, O. R. e GOMES, M. L. B. Inovação tecnológica nos processos gerenciais: Estudo de Caso do uso do HOSPUB no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena de João Pessoa. IV Simpósio de Engenharia de Produção da Região Nordeste (SEPRONe), Fortaleza, 2009.

BERNARDI, L. A. manual de Empreendedorismo e Gestão. Editora Atlas S.A., São Paulo, p. 2011.

CARLOMAGNO, M. Correio da Inovação. n. 9, Modelo de Negócio, julho, 2010.

CRUZ, M. R; CAMARGO, M. E.; SEVERO, E.A.; NODARI, C.H., OLEA, P. M., DORION, E.

Gestão do conhecimento na implementação de um processo de inovação. Revista Scientia Plena. Associação Sergipana de Ciência., v. 7, n. 11, 2011.

DENARDIN, E, S.; MURINI, L. T.; DUARTE, T. L.; MEDEIROS, F. S. B.; DILL, L. M. S.; DENARDIN, E. F. Os Tipos de Inovações Implementadas nos Empreendimentos de Economia Solidária do Projeto Esperança/Cooesperança de Santa Maria – RS, Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v.5, Edição Especial, p. 651-665, dez. 2012.

DUCKER, P. F. Inovação e Espírito Empreendedor. Editora Cengage, Rio de Janeiro, 2011, 650 gr.

FLORIANI, R.; BEUREN, I. M.; MACHADO, D. D. P.N. Processo de Inovação em Empresas Brasileiras de Capital Aberto. Revista da Administração, UFSM, Santa Maria, v. 6,n. 4. p. 783- 802, dez. 2013.

FONSECA, R. Inovação tecnológica e o papel do governo. Brasília: Parcerias Estratégicas, 2005.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HAMEL, G. Inovação em gestão – um papel decisivo das empresas modernas. Fonte: HSM Online, 2010.

JANSSEN, W.; Braunschweig T. Trends in the Organization and Financing of Agricultural Research in Developed Countries Implications for Developing Countries. ISNAR. 2003.

JARDÓN, C. M. F. Determinantes de la capacidad de innovación en Pymes regionales. Revista de Administração da UFSM, v. 5, edição especial, p. 749-763, dez/2012.

KNEIPP, J. M.; ROSA, L. A. B.; BICHUETI, R. S.; MADRUGA, L. R. R. G.; JUNIOR S. F. V. Emergência Temática da Inovação Sustentável: Uma Análise da Produção Científica Através da Base Web of Science. Revista da Administração, UFSM, v. 4, n. 3, p. 442-457, set dez.2011.

LEITE, E. Empreendedorismo, Inovação e Incubação de Empresas – Lei de Inovação. Editora Bargaço, Recife, 2006.

LOBOSCO, A.; MORAES, M. B. M.; MACCARI, E. A. Inovação: Uma Análise do Papel da Agência USP de Inovação na Geração de Propriedade Intelectual e nos Depósitos de Patentes da Universidade de São Paulo. Revista da Administração da UFSM, Santa Maria, v. 4, n. 3, p. 406- 424, set dez., 2011.

MANUAL DE OSLO. Diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3. ed. Publicação Conjunta da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e Gabinete Estatístico das Comunidades Européias, 2005.

OLIVEIRA, N. D. A.; SILVA, T. N. Inovação Social e tecnologias Sociais Sustentáveis em Relacionamentos Intercooperativos: Um estudo exploratório no Creditag-Ro. Revista da Administração,UFSM, Santa Maria, v. 5, n.2, p. 277-295, mai . ago. 2012.

PINSKY, V. C.; DIAS, J. L.; KRUGLIANSKAS, I. Gestão Estratégica da Sustentabilidade e Inovação. Revista da Administração, UFSM, v. 6. n.3, p. 465-480, set, 2013.

PORTE, M. E. Estratégia Competitiva, Técnicas para análise de indústrias e da concorrência. Editora Elsevier Editora Ltda, Rio de Janeiro, 2004.

TEH, C. C. Gestão de Processos de Inovação nas empresas de TI. Disponível em: www.baguete.com.br/artigos/805/chang-chuan-teh/08/04/2010/gestao-de-processos. Acesso em 20 de junho de 2012.

YIN, R. K. Estudo de caso: Planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2007.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i5.468

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]