Opções estratégicas em uma empresa da indústria calçadista: quadro de trabalho

Timóteo André Stüker, Fabrício Eidelwein, José Antonio Valle Antunes Jr., Miguel Afonso Sellitto

Resumo


A estratégia de produção permite que a estratégia de negócio seja implementada e sustentada. Embora as bases conceituais datem da década de 1960, o ajuste entre marketing e produção segue sendo uma difícil tarefa para os gestores. Indústrias calçadistas deparam-se, frequentemente, com opções de negócio que envolvem estratégias de branding e contrato de fornecimento. O presente artigo tem por objetivo propor um framework que permita, com base nas capabilidades organizacionais, definir estratégia de negócio mais adequada, branding ou contrato de fornecimento. Além disso, esta pesquisa busca promover a integração entre as teorias sobre o uso de recursos empresariais, estratégias de negócio de branding e contrato de fornecimento e fábricas dentro da fábrica (FWF). Um estudo de caso em uma empresa de médio porte da indústria calçadista foi desenvolvido para ilustrar o modelo proposto, buscando exemplificar e analisar sua aplicação a casos reais. Os resultados do estudo são limitados pelo próprio caso. A aplicabilidade do framework também é limitada pelo caso ao qual foi aplicado. Para trabalhos futuros, sugere-se a implantação prática das conclusões obtidas nesta pesquisa.


Texto completo:

PDF

Referências


ABECASSIS-MOEDAS, C. Integrating design and retail in the clothing value chain: An empirical study of the organisation of design. International Journal of Operations & Production Management, v. 26, n. 4, p. 412–428, 2006.

BARNEY, J. Strategic factor markets: Expectations, luck, and business strategy. Management science, v. 32, n. 10, p. 1231–1241, 1986.

BARNEY, J. Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of management, v. 17, n. 1, p. 99–120, 1991.

GHEMAWAT, P.; HOUT, T. Tomorrow’s global giants? Not the usual suspects. Harvard Business Review, n. November, p. 80–89, 2008.

GUIDOLIN, S. M.; COSTA, A. C. R. DA; ROCHA, É. R. P. DA. Indústria calçadista e estratégias de fortalecimento da competitividade. BNDES setorial, v. 31, p. 147–184, 2013.

HAYES, R.; UPTON, D.; PISANO, G. Produção, estratégia e tecnologia: em busca da vantagem competitiva. Porto Alegre: Bookman, 2008.

HAYES, R.; WHEELWRIGHT, S. Link manufacturing process and product life cycles. Harvard business review, 1979.

HSIAO, Y.; CHEN, C. Branding vs contract manufacturing: capability, strategy, and performance. Journal of Business & Industrial Marketing, v. 28, n. 4, p. 317–334, 2013.

KOTLER, P. Administração de marketing: análise, planejamento, implantação e controle. 5a. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

LIU, F. H.; CHEN, L.-J.; CHEN, H.-H. Sustaining Client Relationships in the Contract Manufacturer Own-Brand Building Process: The Case of a Smartphone Firm. International Journal of Business and Management, v. 6, n. 7, p. 59–68, 30 jun. 2011.

MILTENBURG, J. Setting manufacturing strategy for a factory-within-a-factory. International Journal of Production Economics, v. 113, n. 1, p. 307–323, maio. 2008.

PAIVA, E.; CARVALHO JR, J.; FENSTERSEIFER, J. Estratégia de produção e de operações: Conceitos, melhores práticas, visão de futuro. Porto Alegre: Bookman, 2008.

RAO, V.; AGARWAL, M.; DAHLHOFF, D. How is manifest branding strategy related to the intangible value of a corporation? Journal of Marketing, v. 68, p. 126–141, 2004.

SILVA, S.; FERNANDES, F. Fatores que condicionam a estratégia de manufatura: uma análise empírica na indústria calçadista. Produto & Produção, v. 13, n. 2, p. 1–21, 2012.

SKINNER, W. Manufacturing-missing link in corporate strategy. Harvard Business Review, n. May-June, p. 136–145, 1969.

SKINNER, W. The focused factory. Harvard Business Review, n. May-June, p. 113–121, 1974.

WERNERFELT, B. A resource-based view of the firm. Strategic Management Journal, v. 5, n. 2, p. 171–180, abr. 1984.

WHEELRIGHT, S. Manufacturing strategy: defining the missing link. Strategic Management Journal, 1984.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v5i1.412

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]