Sorbet a base de caldo de cana saborizado artificialmente

Alex Toshio Kassada, Bruno Eduardo Campos, Guilherme Chaves Souto Branco, Paulo Otávio Fioroto, Grasiele Scaramal Madrona

Resumo


Este estudo tem como objetivo a produção e avaliação sensorial de sorbet utilizando caldo de cana como substituto do leite. Antes do desenvolvimento do produto ter de fato seu início, realizou-se uma pesquisa de mercado para identificar as principais expectativas e exigências do consumidor. Em seguida, realizou-se a análise sensorial de três sabores do produto, para identificar a preferência e aceitação do público. Os resultados foram extremamente positivos, mostrado que o produto foi muito bem aceito, em geral índice de aceitação superior a 80% e tem uma alta intenção de compra, o que torna a sua comercialização viável.


Texto completo:

PDF

Referências


ABIS (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS E DO SETOR DO SORVETE). Estatísticas da Produção e Consumo de Sorvete no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 10 de Novembro de 2013.

______.Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. Portaria n.º 379, 26 abr. 1999. Regulamento Técnico para Fixação de Identidade e Qualidade de Gelados Comestíveis, Preparados, Pós para o Preparo e Bases para Gelados Comestíveis. Disponível em: . Acesso em: 10 de Novembro de 2013.

JUNQUEIRA, S. F., Elaboração e Avaliação Sensorial de Gelado Comestível de Fruta Adicionado de Ervas, 2011. Disponível em: . Acesso em 17 de novembro de 2013.

MAIA, M. C. A.; GALVÃO, A.P.G.L.; MODESTA, R.C.D.; JÚNIOR, N.P. . Avaliação sensorial de sorvetes à base de xilitol. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Vol. 28. Nº 1. Campinas. (janeiro/março) 2008

MANO, C. Os produtos campeões de venda num mundo ávido por praticidade. Revista Exame, São Paulo, v. 34, n. 13, p. 40-43, jun. 2000.

SANTANA, R. L. L. , MATSURA, F.C.A.U CARDOSO, R.L., Genótipos Melhorados de Mamão: Avaliação Tecnológica dos Frutos em Forma de Sorvete. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v 23, p. 151-155, 2003.

ZÓIA, D. As gomas exudadas de plantas. Food Ingredients Brasil. Nº 17. Barueri. São Paulo. (abril/junho) 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 de Novembro de 2013.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v5i1.359

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]