A região Norte e as políticas de fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação (pd&i): análise da Lei do Bem

Moisés Andrade Coelho, Aline Cristina Neves

Resumo


O objetivo deste trabalho será de apresentar resultados relacionados às políticas de fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) na Região Norte do Brasil, mais especificamente, a Lei do Bem. Esta pesquisa caracteriza-se como quantitativa descritiva e documental. O universo foi composto por todas as empresas que utilizaram os incentivos fiscais da Lei do Bem no Brasil. A delimitação do universo englobou as empresas que se beneficiaram de tais incentivos na Região Norte entre 2006 e 2011. Os resultados e considerações apontam para um aumento significativo do número de empresas que passaram a utilizar os incentivos fiscais para fomento à PD&I no Brasil e na Região Norte e a necessidade de se repensar, entre outras coisas, o modelo do Polo Industrial de Manaus e a necessidade das empresas realizarem esse tipo de atividade na região. A relevância da pesquisa reside em explicitar uma metodologia que possibilita a caracterização dos investimentos em uma dada região e a comparação entre regiões com relação à Lei do Bem.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, B. C. Incentivos fiscais à pesquisa e desenvolvimento e custos de inovação no Brasil. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - IPEA. Radar - Tecnologia, Produção e Comércio Exterior n° 9. Brasília: IPEA, 2010.

ARBIX, G. Innovation and the development agenda. Economic sociology - the european eletronic newsletter, v. 11, n. 2, pp. 16-23, mar. 2010.

______ et al. Inovação: estratégia de sete países. Brasília, DF: ABDI, 2010.

CASSIOLATO, J. E. Mecanismos de apoio à inovação no Brasil: uma breve nota crítica. In: Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia & Inovação, 4, 2010, Brasília. Disponível em: http://cncti4.cgee.org.br/index.php/banco-de-documentos/cat_view/60-4o-conferencia-nacional-de-ctai-2010/137-notas-tecnicas-dos-palestrantes?start=60. Acessado em: dezembro de 2010.

COELHO, M. I. B. A. Inovação tecnológica no estado do Amazonas: um estudo baseado na PINTEC. T&C Amazônia, ano IX, n. 20, p. 57-61, 2011.

CORDER, S. Políticas de inovação tecnológica no Brasil: experiência recente e perspectivas. Texto para discussão n°1244. Brasília: IPEA, 2006.

DE NEGRI, J. A.; LEMOS, M. B. Avaliação das políticas de incentivo à P&D e inovação tecnológica no Brasil. Nota Técnica. Brasília: IPEA, 2009.

______ et al. Metodologia de avaliação dos resultados de conjuntos de projetos apoiados por fundos e ciência, tecnologia e inovação (C,T&I). In: Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia & Inovação, 4, 2010, Brasília. Disponível em: . Acessado em: dezembro de 2010.

GUIMARÃES, E. A. Políticas de inovação: financiamento e incentivos. Texto para discussão n° 1212. Brasília: IPEA, 2006.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA - MCT. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2006. Brasília: MCT, 2007.

______. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2007. Brasília: MCT, 2008.

______. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2008. Brasília: MCT, 2009.

______. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2009. Brasília: MCT, 2010.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - MCTI. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2010. Brasília: MCTI, 2011.

______. Relatório anual da utilização dos incentivos fiscais: ano base 2011. Brasília: MCTI, 2012.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. rev. atual. Florianópolis: UFSC, 2005.

TIRONI, L. F.; CRUZ, B. O. Inovação incremental ou radical: há motivos para diferenciar? Uma abordagem com dados da PINTEC. Texto para discussão n° 1360. Brasília: IPEA, 2008.

VIOTTI, E. B. Brasil: de política de C&T para política de inovação? Evolução e desafios das políticas brasileiras de ciência, tecnologia e inovação. In: CGEE - CENTRO DE GESTÃO E ESTUDOS ESTRATÉGICOS. Avaliação de políticas de ciência, tecnologia e inovação: diálogo entre experiências internacionais e brasileiras. Brasília: CGEE, 2008.

ZUCOLOTO, G. F. Lei do Bem: impactos nas atividades de P&D no Brasil. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - IPEA. Radar - Tecnologia, Produção e Comércio Exterior n° 6. Brasília: IPEA, 2010.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i3.350

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com