O uso da dinâmica de sistemas para avaliação de cenários da reciclagem de resíduos sólidos urbanos

Eugênio De Oliveira Simonetto, Glauco Oliveira Rodrigues, Luiz Cláudio Dalmolin, Nilson Ribeiro Modro

Resumo


Neste artigo apresenta-se um modelo de simulação computacional, desde seu desenvolvimento até sua validação, que tem por objetivo auxiliar gestores ambientais em suas decisões com relação à definição e/ou manutenção de políticas de reciclagem de resíduos sólidos, bem como avaliar os benefícios do processo no meio ambiente (nesse artigo foi avaliada a economia de energia elétrica). Para a construção do modelo considerou-se: a taxa de crescimento natural populacional (nascimentos e mortes), percentual de resíduo sólido reciclado (para cada tipo de material), composição gravimétrica do material no total de resíduo gerado, quantidade de resíduos gerada por habitante e a economia de energia elétrica ocasionada por cada tipo distinto de material. Através dos resultados gerados pelo modelo, os usuários finais (gestores ambientais) do mesmo poderão, por exemplo, definir incentivos à redução da geração total de resíduos sólidos, produzir campanhas valorizando o reuso e a reciclagem e avaliar os benefícios relativos à economia de energia elétrica ocasionados pela reciclagem. A validação do modelo foi através da análise de cenários futuros para um determinado município da região sul do Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


ABELIOTIS, K. et al. Decision Support Systems in Solid Waste Management: A Case Study at the National and Local Level in Greece. Global NEST Journal, v.11, n. 2, p. 117-126, 2009.

ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil-2012. ABRELPE, 2012.

BANI, M.S. et al. The Development of Decision Support System for Waste Management; a Review. World Academy of Science, Engineering and Technology, v.49, p.161-168, 2009.

CEEE - Companhia Estadual de Energia Elétrica. Balanço Energético de 2011. CEEE, 2012. Disponível em:< http://www.ceee.com.br/pportal/ceee/component/Controller.aspx?CC=46490>. Acesso em:agosto de 2012.

CHANG, N.; WEI, Y. Siting recycling drop-off in urban area by genetic algorithm-based fuzzy multiobjective nonlinear integer programming modeling. Fuzzy Sets and Systems, v.114, p.133-149, 2000.

COSTI, P. et al. An environmentally sustainable decision model for urban solid waste management. Waste Management, v. 24, p.277-295, 2004

DAELLENBACH, H.G., MCNICKLE, D.C. Decision making through systems thinking. Palgrave Macmillan, 2005.

DYSON, B., CHANG, N.B. Forecasting municipal solid waste generation in a fast-growing urban region with system dynamics modeling. Waste Management, v.25,n.7, p.669- 679, 2005.

EUROSTAT- EUROPEAN COMMISSION STATISTICAL. Environment in the EU27 - Recycling accounted for a quarter of total municipal waste treated in 2009. Disponível em: . Acesso em: jun. 2011.

FINLAY, P. N. Introducing decision support systems. Oxford, UK Cambridge, Blackwell Publishers, 1994.

FORD, A. Modeling the Environment. Island Press, 2009.

GARBELINI, S.M. et al. Pratique Coleta Seletiva. Ministério Público de Goiás, 2011.

GHARAJEDAGHI, J. Systems thinking: managing chaos and complexity. 2 Ed. Elsevier, 2006

HISATUGO, E.; MARÇAL JR, O. Coleta Seletiva e Reciclagem como Instrumentos para Conservação Ambiental: Um Estudo de Caso em Uberlândia – MG. Sociedade & Natureza, v.19,n.2, p.205- 216, 2007.

HUANG, G.H.; BAETZ, B.W.; PATRY, G.G. Trash-Flow Allocation: Planning Under Uncertainty. Interfaces, V. 28, N. 6, p. 36-55, 1998.

IBGE a. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2002. Disponível em: . Acesso em: jun. 2011.

IBGE b. Censo Demográfico 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Disponível em: . Acesso em: jun. 2011.

KUM, V.; SHARP, A.; HARNPORNCHAI, N. A System Dynamics Study of Solid Waste Recovery Policies in Phnom Penh City. The 23rd International Conference of the System Dynamics Society, Boston. Proceedings... Boston:SDS, 2005.

LAW, A.M., KELTON, W.D. Simulation Modeling & Analysis. 2 Ed., McGraw-Hill, 1991.

MANSVELT, J. Green Consumerism: An A-to-Z Guide. SAGE Publications, 2010

MINISTÉRIO DAS CIDADES-SECRETARIA NACIONAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL. Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento: diagnóstico do manejo de resíduos sólidos urbanos – 2008. MCIDADES-SNSA, 2010.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Plano Nacional de Resíduos Sólidos. MMA, 2011.

MONTEIRO, J.H.P.; et al. Manual de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos. IBAM - Instituto Brasileiro de Administração Municipal, 2001.

NETTO, A. O Desperdício do Lixo. Jornal Zero Hora, 09 de setembro de 2001, Página 32.

O’LEARY, P.R; et al. Decision Maker’s Guide to Solid Waste Management. v. 2. Washington DC: U.S. Environmental Protection Agency, 1999.

PIDD, M. Modelagem Empresarial: Ferramentas para a Tomada de Decisão. Bookman, 1998.

SILVA, E.C.P. O impacto da gestão do tamanho da força policial na taxa de violência em Curitiba: Uma abordagem qualitativa sob o referencial da dinâmica de sistemas. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção e Sistemas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2006.

STRAUS, L.M. Um modelo em dinâmica de sistemas para o ensino superior. 2010. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.

SUFIAN, M.A., BALA B.K. Modeling of urban solid waste management system: The case of Dhaka city.Waste Management, v.27, p.858-868, 2007.

TANSKANEN, J.H. Strategic planning of municipal solid waste management. Resources, Conservation and Recycling, v.30, p.111-133, 2000.

TUNG, D.V.; PINNOI, A. Vehicle routing-scheduling for waste collection in Hanoi. European Journal of Operational Research, v.125, p.449-468, 2000.

UNEP - UNITED NATIONS ENVIRONMENT PROGRAMME. Solid Waste Management. v.1. CalRecovery Inc., 2005.

VENSIM-VENTANA SYSTEMS. Vensim Simulation Software. Disponível em: . Acesso em: agosto de 2012.

WASTE MANAGEMENT. Recycling Facts and Tips. Disponível em:< http://sacramentovalley.wm. com/recyclingfacts.asp> . Acesso em:agosto de 2012.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i2.348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]