Monoterpenos com atividade anti-inflamatória: uma prospecção tecnológica

Lucindo José Quintans-Júnior, Souza T Marilia, Guimarães Gibara Adriana, Adriano A.S. Araújo

Resumo


A utilização de plantas medicinais para o tratamento de doenças tornou-se popular em todo planeta. Nesse sentido, a busca por moléculas com efetividade para condições inflamatórias é uma alternativa para o manejo farmacológico. Dentro deste contexto estão inseridos os monoterpenos, constituintes majoritários de óleos essências de espécies vegetais aromáticas dotados de diversas atividades farmacológicas, inclusive propriedades anti-inflamatórias. Desta forma, objetivo desse trabalho foi realizar um rastreamento dos depósitos de patentes sobre o efeito anti-inflamatório de monoterpenos até o momento. Para isso, a prospecção foi realizada no Banco Europeu de Patentes, no banco da Organização Mundial de Propriedade Intelectual, no Banco Americano de Marcas e Patentes e no banco de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial do Brasil. O maior número de pedidos de patentes encontrados foi no banco da Organização Mundial de Propriedade Intelectual. Os maiores depositantes foram os Estados Unidos e a Organização Mundial de Patentes. A classificação internacional mais abundante nessa prospecção foi a A61K.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i2.336

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]