Análise das condições higiênico-sanitárias dos utensílios usados durante o consumo de caranguejo em Aracaju, Sergipe

Antonio Martins de Oliveira Junior, Tatiana Pacheco Nunes, Anne Caroline Rocha Xavier, Beatriz Medeiros Travália, Juliana Dias Maia

Resumo


O caranguejo é consumido com o auxílio de martelos de madeira e tábuas de granito, os quais quando mal higienizados podem aumentar o número de casos de Doenças Transmitidas por Alimentos. Com o objetivo de avaliar as condições higiênico-sanitárias desses utensílios, amostras de tábuas de granito e martelos de madeira foram coletadas em restaurantes da Orla de Aracaju e foram submetidos a análises de bolores e leveduras, microrganismos aeróbios mesófilos e coliformes termotolerantes. Através desse estudo, foi possível concluir que 100% dos utensílios utilizados para o consumo de caranguejo em alguns restaurantes apresentaram condições higiênicas insatisfatórias demonstrando a incorreta higienização desses utensílios, representando dessa forma um risco à saúde do consumidor.


Texto completo:

PDF

Referências


BOTELHO, E. R.; SANTOS, M. do C. F.; PONTES, A. C. de P. Algumas considerações sobre o uso da redinha na captura do caranguejo-uçá, Ucides cordatus (Linnaeus, 1763) no litoral sul de Pernambuco, Brasil. Boletim Técnico Científico do CEPENE, v.8, n.1, p.55-71, 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria SVS/MS n º 326, de 30 de julho de 1997. Dispõe sobre as condições Higiênico-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Disponível em: . Acesso em 11 nov 2011.

DIAS NETO, J. Proposta de plano nacional de gestão para uso sustentável do caranguejo uçá, do guaiamum e do siri-azul. Brasília: IBAMA, 2011.

DOWNES, F. P.; ITO, K.. Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Foods, 4th edition. Washington: American Public Health Association, 2001.

FARIA, M. S. L. de. Avaliação dos Conceitos e Procedimentos de limpeza e desinfecção em estabelecimentos alimentares. 2010. 111 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) – Programa de Pós Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Técnica de Lisboa.

FEITOSA, N. 2011 Defeso do caranguejo-uça em 2011 é aprovado. Disponível em: . Acesso em 05 mar 2013.

GERMANO, P. M. L.; GERMANO, M. I. S. Higiene e vigilância sanitária de alimentos: qualidade das matérias-primas, doenças transmitidas por alimentos, treinamento de recursos humanos. 3ª ed. Barueri: Manole, 2008.

IBAMA. Estatística da pesca 2002 Brasil – grandes regiões e unidades da Federação. Tamandaré: Ibama, 2004a.

IBAMA. Estatística da pesca 2003 Brasil – grandes regiões e unidades da Federação. Brasília: Ibama, 2004b.

IBAMA. Estatística da pesca 2004 Brasil – grandes regiões e unidades da Federação. Tamandaré: Ibama, 2005.

IBAMA. Estatística da pesca 2005 Brasil – grandes regiões e unidades da Federação. Tamandaré: Ibama, 2007.

IBAMA. Estatística da pesca 2006 Brasil – grandes regiões e unidades da Federação. Brasília: Ibama, 2008.

IBAMA. Lagosta, caranguejo-uçá e camarão nordeste: relatórios das reuniões dos grupos permanentes de estudos (GPE) / Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Brasília: IBAMA, 1994.

LEGAT J. F. A. 2009. A luta pela sustentabilidade da pesca do caranguejo-uçá. Disponível em: . Acesso em 25 abr 2013.

MELO, G. A. Manual de identificação de Brachyura (caranguejos e siris) do Litoral Brasileiro. São Paulo: Plêiade, 1996.

MURMANN, L.; DOS SANTOS, M. C.; LONGARAY, S. M.; BOTH, J. M. C.; CARDOSO, M.. Quantification and molecular characterization of Salmonella isolated from food samples involved in salmonellosis outbreaks in Rio Grande do Sul, Brazil. Brazilian Journal of Microbiology, v.39, n.3, p.529-534, 2008.

OGAWA, M. Melhoramento no processo de beneficiamento da carne de caranguejo processada artesanalmente. In: VII Encontro nacional de educação ambiental em áreas de manguezal, Anais do VII Encontro Nacional de Educação ambiental em Áreas de Manguezais e I Encontro Interamericano de Educação Ambiental em áreas de Manguezais. Resumos, São Francisco do Sul, 2004.

OLIVEIRA, A. C. G.; NOGUEIRA, F. A. GOBBO; ZANÃO, C. F. P.; SOUZA, C. W. OLIVEIRA; SPOTO, M. H. F.. Análise das condições do comércio de caldo de cana em vias públicas de municípios paulistas. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, v.13, n.2, p.6-18, 2006.

OLIVEIRA, M. M. M.; BRUGNERA, D. F.; MENDONÇA, A. T.; PICCOLI, R. H. Condições higiênico-sanitárias de máquinas de moer carne, mãos de manipuladores e qualidade microbiológica da carne moída. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.32, n.6, p.1893-1898, 2008.

PAIVA, M. P. Recursos pesqueiros estuarinos e marinhos do Brasil. 1º ed. Fortaleza: UFC edições, 1997.

PINHEIRO, M.B.; WADA, T.C.; PEREIRA, C.A.M. Análise microbiológica de tábuas de manipulação de alimentos de uma instituição de ensino superior em São Carlos, SP. Simbio-Logias, v.3, n.5, p. 115-124, 2010.

SILVA JUNIOR, E. A. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 6ª ed. São Paulo: Varela, 2008.

SILVA, N. da; JUNQUEIRA, V. C. A.; SILVEIRA, N. F. A.; TANIWAKI, M. H. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. 3ª ed. São Paulo: Livraria Varela, 2007.

SOUTO F. J. B. Uma abordagem etnoecológica da pesca do caranguejo, Ucides cordatus, Linnaeus, 1763 (Decapoda: Brachyura), no manguezal do Distrito de Acupe (Santo Amaro-BA). Biotemas, v.20, n.1, p.69-80, 2007.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i2.280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com