O comprometimento organizacional e a teoria das gerações: um estudo de caso em uma empresa metalúrgica na Serra Gaúcha

Franscico Honório Araújo Batista, Ademar Galelli

Resumo


A proposta deste trabalho é de analisar o comprometimento organizacional dos funcionários de uma empresa metalúrgica de Caxias do Sul. Foi utilizado o modelo dos três componentes de Allen e Meyer, que caracteriza o comprometimento organizacional em suas dimensões afetiva, instrumental e normativa. O instrumento de coleta de dados foi aplicado em uma amostra de 311 funcionários da empresa. O comprometimento organizacional foi analisado por grupo de funcionários pertencentes a quatro gerações (geração veteranos, geração baby boomers, geração X e geração Y). Esta teoria das gerações tem seu nascedouro na teoria geracional de Strauss e Howe, na qual os autores definem que em cada século há quatro gerações distintas e que cada uma das gerações comporta-se conforme as características de cada período geracional, bem como pelos acontecimentos de sua época. O resultado deste trabalho demonstra que há um bom comprometimento dos funcionários para com a empresa e não foram encontradas diferenças significativas entre as três dimensões do comprometimento para as quatro gerações pesquisadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v4i1.269

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]