Análise da Produção da Cultura do Soja no Brasil Através dos Modelos ARIMA

Stephanie Russo Fabris, Jonas Pedro Fabris, Angela Isabel dos Santos Dullius

Resumo


Neste estudo, mostraremos a aplicação da metodologia ARIMA na série representativa da produção da Cultura do Soja no Brasil no período de 1931 a 2009. A cultura da soja além de ser uma fonte abundante de aproveitamento alimentício geral e diversificado, o grão possui alto valor protéico (até 50% proteína), o que a torna uma das culturas que mais investimentos recebeu historicamente, sendo alvo de grande número de pesquisas visando melhorar sua qualidade e produtividade (DROS, 2004; MARION, 2004). Realizou-se, num primeiro instante, uma análise gráfica dos dados, observando-se o comportamento dos dados originais e da função de autocorrelação e a função de autocorrelação parcial. A obtenção do modelo mais adequado foi baseada na análise de gráficos e em testes estatísticos da própria metodologia, pelos quais foi possível determinar que o melhor modelo para a série da produção da Cultura do Soja no Brasil foi o modelo ARIMA(2,2,0) que apresentou um MAPE de 7,25%,obtido a partir do critério de validação

Palavras-chave: Soja; Modelos ARIMA, Previsão


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v1i2.19

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com