Análise da Produção da Cultura do Soja no Brasil Através dos Modelos ARIMA

Authors

  • Stephanie Russo Fabris Universidade Federal de Sergipe
  • Jonas Pedro Fabris Universidade Federal de Santa Catarina
  • Angela Isabel dos Santos Dullius Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.7198/geintec.v1i2.19

Abstract

Neste estudo, mostraremos a aplicação da metodologia ARIMA na série representativa da produção da Cultura do Soja no Brasil no período de 1931 a 2009. A cultura da soja além de ser uma fonte abundante de aproveitamento alimentício geral e diversificado, o grão possui alto valor protéico (até 50% proteína), o que a torna uma das culturas que mais investimentos recebeu historicamente, sendo alvo de grande número de pesquisas visando melhorar sua qualidade e produtividade (DROS, 2004; MARION, 2004). Realizou-se, num primeiro instante, uma análise gráfica dos dados, observando-se o comportamento dos dados originais e da função de autocorrelação e a função de autocorrelação parcial. A obtenção do modelo mais adequado foi baseada na análise de gráficos e em testes estatísticos da própria metodologia, pelos quais foi possível determinar que o melhor modelo para a série da produção da Cultura do Soja no Brasil foi o modelo ARIMA(2,2,0) que apresentou um MAPE de 7,25%,obtido a partir do critério de validação

Palavras-chave: Soja; Modelos ARIMA, Previsão

Author Biography

Angela Isabel dos Santos Dullius, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Estatística-UFSM

Published

2011-12-10

Issue

Section

Artigos (Ativos de 2011 até 2014)