Análise do Perfil Empreendedor dos Proprietários de Hamburguerias de Barbacena (MG)

Lidiane Caroline Teodoro, Paulo Henrique de Lima Siqueira, Daniela Martins Diniz, Fabrício Molica de Mendonça

Resumo


Este artigo apresenta resultados de estudo destinado a analisar o perfil empreendedor dos proprietários de hamburguerias de Barbacena, a partir das dimensões desenvolvidas por McClelland (1961) e refinadas por Kruger et al. (2018). Em relação ao método, o estudo pode ser caracterizado como quantitativo envolvendo a aplicação de questionários junto à 21 proprietários de hamburguerias da cidade de Barbacena (MG). Os resultados empíricos apontam que a maioria dos participantes da pesquisa é do sexo masculino, possui escolaridade elevada e está no mercado há mais de um ano. Tomando como referência as dimensões do modelo de McClelland (1961), o perfil empreendedor identificado na maioria dos proprietários foi o de Planejamento. A característica “estabelecimento de metas” foi a que mais se destacou entre os empreendedores investigados, enquanto “correr riscos calculados” foi a menos visualizada na amostra pesquisada. Quanto à sua contribuição, o estudo contribui, de alguma forma, para o aumento do leque de pesquisas nacionais sobre perfis de empreendedores, visto que, somente mais recentemente tem-se realizado estudos sobre tipologias de empreendedores no país.


Palavras-chave


empreendedorismo; comportamentos do empreendedor; tipos de empreendedores; hamburguerias.

Texto completo:

PDF

Referências


ABIA. Associação Brasileira da Indústria de Alimentos. Transformação tecnológica foi o grande tema do Congresso de Food Service da ABIA. 27 set. 2019. Disponível em: https://www.abia.org.br/vsn/tmp_2.aspx?id=410

ALLEMAND, Renato Neves. Apostila sobre Teoria Comportamental Empreendedora. 2007.

ALVES, A. R.. Empreendedorismo. 2. ed. Recife: Sectma, 2011.

BARON, R.; SHANE, S. A. Empreendedorismo: uma visão do processo. São Paulo: Thompson, 2007.

CHÉR, R. Empreendedorismo na veia: um aprendizado constante. Elservier: SEBRAE, 2008.

DRUCKER, P. F. Innovation and entrepreneurship. New York: Harper Business, 1993.

GARCIA, R. W. D. A culinária subvertida pela ordem terapêutica: um modo de se relacionar coma comida. In: SIMPÓSIO SUL-BRASILEIRO DE ALIMENTAÇÃO: HISTÓRIA, CIÊNCIA E ARTE, 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC, 2000. p. 13-16.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR – GEM, Global Entrepreneurship Monitor. Empreendedorismo no Brasil: relatório executivo. 2018. Disponível em: https://datasebrae.com.br/wp-content/uploads/2019/02/Relat%C3%B3rio-Executivo-Brasil-2018-v3-web.pdf. Acesso em: 28 de outubro de 2019.

GÓES, J. A. W. Mudanças de hábitos alimentares e saúde: um estudo em fast food. 2005. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Instituto de Saúde Coletiva, UFBA, Salvador.

HISRICH, R. D.; PETERS, M. P.; SHEPHERD, D. Empreendedorismo. 9. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017 – 2018. Rio de Janeiro. 2019.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. 12.ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. 600 p

KRÜGER, C.; MINELLO, I. F. PORTO; C. dos S. Características Comportamentais Empreendedoras: Em cena os futuros médicos veterinários. Revista Estudo & Debate, Lajeado, v. 25, n. 2, 2018.

LANDSTRÖM, H.; HARIRCHI, G.; ASTRÖM, F. Entrepreneurship: Exploring the Knowledge base. Research Policy, v. 41, n. 7. p. 1154-1181, set. 2012.

LOCATELLI, D. R. S.; SILVEIRA, M. A. P.; BARBACOVI, N. E. Características Comportamentais Empreendedoras e sua Importância na Atuação Profissional. Revista Pretexto, v. 18, n. 4, p. 100-113, 2017

MAI, A. F. O Perfil do empreendedor versus a mortalidade das micro e pequenas empresas comerciais do município de Aracruz. Dissertação (Mestrado). Vitória: FUCAPE, 2006.

MCCLELLAND, D. C. The achieving society. Princeton, New Jersey: Van Nostrand, 1961.

MCCLELLAND, D. C. Characteristics of Successful Entrepreneurs. The Journal or Creative Behavior, v. 21, n. 3. p. 219-233, 1987.

MONTEIRO, B. G., BARTHOLO JUNIOR, R. S., LANGENBACH, M. L., GONÇALVES, M. V., SILVA, A. L., MARQUES, T.D., A energia que move a produção: um diálogo sobre integração, projeto e sustentabilidade. 17, Foz do Iguaçu, p. 1-8, 2007.

MONTEIRO, M. J. V. Efeito do empreendedorismo no desemprego em Portugal. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade Trás-os-Montes e Alto, Vila Real. 2014.

PARK, J. S. Opportunity recognition and product innovation in entrepreneurial hi-tech start-ups: a new perspective and supporting case study. Technovation, Ottawa, v. 25, p. 739-752, 2005.

SANTANNA, Anderson de Souza; NELSON, Reed Elliot; OLIVEIRA, Fatima Bayma. Empreendedorismo e o desenvolvimento do turismo na cidade de Tiradentes. Revista Acadêmica Observatório de Inovação do Turismo. Fundação Getúlio Vargas - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas. V. VI. N° 1, 2011.

SANT'ANNA, A. de S.; DINIZ, D. M. (Re-)significando o Espaço como Capital: Contribuições de Estudo com Empreendedores Locais. BBR, Braz. Bus. Rev., Vitória, v. 14, n. 5, p. 544-558, out. 2017.

SARASVATHY, S.. The questions we ask and the questions we care about: Reformulating some problems in entrepreneurship research. Journal of Business Venturing, v. 19, 2004.

SCHMIDT, S.; BOHNENBERGER, M. C. Perfil empreendedor e desempenho organizacional. Revista de Administração Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 13, n. 3, p. 450-467, 2009.

SCHUMPETER, J. A. O fenômeno fundamental do desenvolvimento econômico. In A teoria do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Nova Cultura, 1985.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS – SEBRAE. Participação das Micro e Pequenas Empresas na Economia Nacional. Julho de 2014. Perfil das microempresas e empresas de pequeno porte. Disponível em: < http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/RO/Anexos/Perfil%20das%20ME%20e%20EPP%20-%2004%202018.pdf>. Acesso em: 04.11 2019.

SHANE, S.; VENKATARAMAN, S. The promise of entrepreneurship as a field of research. Academy of Management Review, v. 25. n. 1. p. 217-226, jan. 2000.

SHORT, J. C.; KETCHEN JR., David J.; SHOOK, C. L.; IRELAND, R. D. The Concept of “Opportunity” in Entrepreneurship Research: Past Accomplishments and Future Challenges. Journal of Management, v. 36, n. 1, p. 40-65, 2010.

VALE, G. M. V.; CORRÊA, V. S.; REIS, R. F; Motivações para o empreendedorismo: necessidade versus oportunidade?. Revista de Administração contemporânea, Curitiba, v. 18, n. 3, p. 311-327, mai/jun. 2014.

VENKATARAMAN, S.; SARASVATHY, S. D.; DEW, N.; FORSTER, W. R. Reflections on the 2010 AMR decade award: whither the promise? Moving forward with entrepreneurship as a science of the artificial. Academy of Management Review, v. 37, n. 1, p. 21-31, jan. 2012.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v10i4.1486

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]