ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO: ECOSSISTEMAS DE INOVAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE SMART CITIES – ESTUDOD DE CASOS NOS ESTADOS UNIDOS, CHINA E SUÉCIA

Heloysa Helena Nunes de Oliveira, Zulmara Virgínia de Carvalho

Resumo


Com o exponencial crescimento populacional em áreas urbanas nas últimas três décadas, surgiram grandes problemas nos centros urbanos. Por meio do desenvolvimento de novas tecnologias, é possível criar soluções inovadoras para os problemas enfrentados pela sociedade. A partir dessa ideia, foi criado o conceito de smart cities. Para este conceito prosperar, o estímulo a inovação é fundamental. Países que se dedicam a projetos de smart cities investem na criação de ecossistemas que integram os atores da tríplice hélice (universidades-governo-empresas) e elaboram estratégias-chave para criar condições em que estes possam atuar. Assim, criam incentivos governamentais para que as empresas possam abraçar a grande quantidade de conhecimento e ideias produzidas dentro das universidades, trabalhando em novas soluções de problemas nas áreas do meio ambiente, saúde, mobilidade, eficiência energética, infraestrutura, inovação social, governança e ecossistemas de inovação. É dentro desse contexto que está centrado este artigo. A pesquisa aqui apresentada, de caráter descritivo e exploratório, é alicerçada no estudo de caso de três países economicamente distintos: China – em processo de transformação do seu plano de inovação –; Estados Unidos da América – como mantenedor do seu status de referência global em ciência e tecnologia – e Suécia – com seu projeto de ciência, tecnologia e inovação já consolidado. Com base nas políticas de ciência e inovação destes países supracitados, foi realizada uma estruturação para compreender o funcionamento deles voltado para a temática de smart cities. Com isso, foram mapeadas as práticas referências para os problemas, podendo-se, assim, aplicar esse modelo ao Brasil. A partir da análise, uma estratégia voltada à contribuição da construção das cidades inteligentes brasileiras foi elaborada.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v7i4.1249

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com