Science and technology indicators in the agricultural sience sector in Brazil: public investment and scientific and technical productivity

Cecilia Hasner, Eduardo Winter

Resumo


Trata-se de evidenciar como os esforços do governo são revertidos em produtividade científica e técnica no setor de ciências agrárias no país através da análise de diferentes indicadores de ciência e tecnologia, tanto de insumos (input) como de produtos do sistema nacional de inovação (output). Foram abordados os dispêndios públicos, formação de mestres e doutores, produção científica e produção técnica pelo levantamento de patentes na base Global Patent Index - GPI para o período de 2000 a 2013 e comparados com o Produto Interno Bruto (PIB). Os resultados apontaram que a alocação de recursos do governo em P&D são majoritariamente revertidos para a formação acadêmica, onde as ciências agrárias têm uma participação média de 10,7% em relação as demais áreas. Constatou-se uma correlação positiva entre os dispêndios em P&D e a formação de mestres e doutores em ciências agrárias, mostrando um sistema de retroalimentação para a formação acadêmica. A produção de artigos na área de ciências biológicas e agrárias apresentou um crescimento de 80% no período de 2000 a 2012, o que condiz com os gastos públicos em P&D e recursos humanos, sendo acompanhado pelo crescimento do PIB. A produtividade técnica medida em número de patentes mostrou uma relação fraca comparada com a produção de artigos, o qual indica a falta de cultura na proteção intelectual por patentes para este setor. Pode-se concluir que muitos dos esforços de ciência e tecnologia em ciências agrárias estão sendo convertidos na área acadêmica e pouco em inovação agrícola.


Palavras-chave


indicators of science and technology; journals; patents; agricultural sciences

Texto completo:

PDF

Referências


BARATA, R.B.; ARAGÃO, E.; DE SOUSA, L.E.P.; SANTANA, T.M.;BARRETO, M. The configuration of the Brazilian scientific field. An Acad Bras Cienc, Vol. 86, n.1, 2014

DA SILVA, José Aparecido; BIANCHI, Maria de Lourdes Pires. Cientometria: a métrica da ciência. Paidéia (Ribeirão Preto) vol.11 no.21 Ribeirão Preto, 2001.

FIGUEIREDO FILHO, Dalson Britto; DA SILVA JÚNIOR, José Alexandre. Desvendando os Mistérios do Coeficiente de Correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje, Vol. 18, n. 1, 2009. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/politicahoje/index.php/politica/article/view/6/6 Acesso: agosto/2015

KONDO, Edson Kenji. Desenvolvendo indicadores estratégicos em ciência e tecnologia: as principais questões. Ci. Inf., Brasília, v. 27, n. 2, p. 128-133, maio/ago. 1998.

MAPA - Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Estatística e Dados Básicos da Economia Agrícola. Dezembro de 2014. Disponível em: http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/vegetal/Estatistica/Estat%C3%ADticas%20e%20Dados%20B%C3%A1sicos%20de%20Economia%20Agr%C3%ADcola/Pasta%20Janeiro-2012.pdf Acesso: agosto/2015.

RANDIG, Onivaldo; ANTUNES, Roberto Camargos; RIBEIRO JÚNIOR, Emerson Silva; GORGATI, Cláudia Queiroz; NEVES, Maria Auxiliadora Da Silveira E Pereira. O Fomento do CNPq na Área de Ciências Agrárias: Bolsa de Produtividade em Pesquisa e Edital Universal. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, Recife, vol. 4, p.291-303, 2007.

RAVASCHIO, J. D. P.; FARIA, L. I. L. DE; QUONIAM, L. O uso de patentes como fonte de informação em dissertações e teses de engenharia química: O caso da Unicamp. Revista digital de Bibliotecnomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 2, p. 219–232, 2010. Disponível em: .

SILVEIRA, José Maria Ferreira Jardim da; BORGES, Izaias de Carvalho and BUAINAIN, Antonio Márcio. Biotecnologia e agricultura: da ciência e tecnologia aos impactos da inovação. São Paulo Perspec. [online]. 2005, vol.19, n.2, pp. 101-114 . Disponível em: . Acesso: agosto/2015.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v8i2.1248

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com