PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA DE APLICATIVOS MÓVEIS PARA MONITORAMENTO DE SAÚDE DA MULHER

Karol Fireman Farias, Renan Macêdo Silva, Denise Macêdo Silva, Adriely Ferreira Silva, Elthon Allex Silva Oliveira, Tatiane Luciano Balliano, Cristiane Araujo Nascimento, Guilherme Benjamin Brandão Pitta, Danyelly Bruneska Gondim Martins, Elaine Virgínia Martins de Souza Figueiredo, José Luiz Lima Filho

Resumo


As doenças ginecológicas causam impactos físicos, psicológicos, sexuais e reprodutivos na saúde da mulher. Estudos sugerem que a falta de acesso a informações e cuidados padrão são fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento de desordens de cunho ginecológico na saúde das mulheres. Diante desse contexto, os sistemas m-Health propõem cuidados de saúde aos pacientes nos mais variados locais e horários. O presente estudo trata-se de uma prospecção tecnológica realizada utilizando metodologia sistemática. A busca eletrônica foi conduzida nos seguintes bancos de patentes: World Intellectual Property Organization (WIPO), United States Patent and Trademark Office (USPTO), European Patent Office (EPO), Google Patents e Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). As pesquisas nas bases de dados por meio das palavras-chave resultaram em 402 patentes, destas, 95 eram duplicadas. Com a retirada das duplicatas restaram 307 patentes. Em seguida foram analisados os títulos e resumos das patentes, sendo excluídas 179, obedecendo aos critérios de exclusão, resultando assim em 128 patentes. Nesta prospecção tecnológica foram apresentados aplicativos móveis referentes à saúde em geral. Não foram encontradas patentes de aplicativos móveis relacionadas ao monitoramento da saúde da mulher.  Portanto, identificou-se a necessidade de desenvolvimento de aplicativos móveis de monitoramento nesta área, para oferta de suporte ao paciente, assim como a necessidade de proteção dos produtos obtidos.


Palavras-chave


aplicativo móvel; saúde da mulher; monitoramento de saúde; inovação e tecnologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ADIBI, S. Mobile Health: A Technology Road Map. Springer, Switzerland, 2015.

COLLINS, Y. et al. Gynecologic cancer disparities: A report from the Health Disparities Taskforce of the Society of Gynecologic Oncology. Gynecologic Oncology, 133 (2014) 353–361.

CIP. Classificação Internacional de Patentes. INPI 2017. (Disponível em: http://ipc.inpi.gov.br/ipcpub/). Acessado: 21/05/2017.

EPO. European Patent Office. 2017. (Disponível em: http://www.epo.org/). Acessado: 20/03/2017.

FANG R.; POUYANFAR, S.; YANG, Y.; CHEN, S.; IYENGAR, S. S. Computational Health Informatics in the Big Data Age: A Survey. ACM Computing Surveys, Vol. 49, No. 1, Article 12, 2016.

INPI. Instituto Nacional da Propriedade Industrial. 2017. (Disponível em: http://www.inpi.gov.br/).

KROK-SCHOEN, J. L.; OLIVERI, J. M.; PASKETT, E. D. Cancer Care Delivery and Women’s Health: The Role of Patient Navigation. Front. Oncol., 28 January 2016.

MILLER, J. G. Gynecologic and Obstetric Care for Breast Cancer Survivors. The American College of Obstetricians and Gynecologists.VOL. 130, NO. 1, July 2017.

MILLER, V. M.; ROCCA, W. A.; FAUBION, S. S. Sex Differences Research, Precision Medicine, and the Future of Women’s Health. Journal of Women’s Health, Volume 24, Number 12, 2015.

OERTELT-PRIGIONE, S.; RUECKE, M.; SEELAND, U.; REGITZ-ZAGROSEK, V. Gynecological Practice Represents the Ideal Setting for Early Opportunistic Cardiovascular Prevention: A Cross-Sectional Survey in an Urban Female Population. JOURNAL OF WOMEN’S HEALTH, Volume 26, Number 1, 2017.

SILVA, I. D.; NUNES, M. A. S. N. Prospecção de Software para Auxílio em Tratamento de Câncer. Revista GEINTEC, Vol. 4, n.5, p.1402-1413. D.O.I.: 10.7198/S2237-0722201400050009.

STOYANOV, S. R. et al. Mobile App Rating Scale: A New Tool for Assessing the Quality of Health Mobile Apps. JMIR Mhealth Uhealth. 2015 Jan-Mar; 3(1): e27.

USPTO. United States Patent and Trademark Office. 2017. (Disponível em: https://www.uspto.gov/).

WIPO. World Intellectual Property Organization. 2017. (Disponível em: http://www.wipo.int/portal/en/index.html). Acessado: 21/03/2017.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v11i1.1208

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Rua Josué de Carvalho Cunha 395, Coroa do Meio, Aracaju, SE.

[email protected]