DESAFIOS E PERSPECTIVAS DOS MEDICAMENTOS ANTIRETROVIRAIS NO BRASIL: UMA INVESTIGAÇÃO BIBLIOGRÁFICA

Adriana Santos Almeida, Cláudia Roberta Ribeiro Santos Batista, Cleiton Rodrigues de Vasconcelos, Daniel Pereira da Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho foi abordar os dilemas das políticas públicas na distribuição gratuita e universal dos antirretrovirais no Brasil. A investigação bibliográfica descritiva com abordagem qualitativa, priorizou as informações do Ministério da Saúde, ANVISA, Secretaria de Saúde, INPI e periódicos especializados. Foi apresentado uma breve discussão dos entraves a distribuição dos antirretrovirais pelo Sistema Único de Saúde (SUS), evidenciando algumas estratégias que podem ser melhor exploradas pelos gestores públicos para garantir a continuidade do tratamento dos pacientes de HIV/AIDS, quanto aos fármacos. A análise empreendida permitiu constatar que a gestão patentária dos medicamentos precisa estar alinhada com as políticas públicas de saúde e a negociação com a indústria farmacêutica que estabelece preços exorbitantes onerando o orçamento dos cofres públicos inviabilizando a sustentabilidade do programa nacional de oferta universal e gratuita dos medicamentos antirretrovirais no combate ao HIV.


Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/Anvisa+Portal/Anvisa/Sala+de+Imprensa/Menu+Noticias+Anos/2015. Acesso em: 29 de abr. 2016.

BARBOSA, A. L. F. Sobre a propriedade do trabalho intelectual: uma perspectiva crítica. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1999.

BENETTI, Daniela V. N. Direito à saúde e o acesso aos antirretrovirais via concessão de licença compulsória. Revista de Direito do Cesusc, Florianópolis (SC), n. 2, 2007.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, p. 292, 1988.

_______. Ministério da Saúde realiza mobilização para testagem de HIV. Sistema Único de Saúde, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2016

________. Pesquisa da ONU aponta que Brasil tem condições de produzir todos os antirretrovirais que fornece. Ministério ada Saúde, 2010. Disponível em: http://www.aids.gov.br/noticias/pesquisa-da-onu-aponta-que-brasil-tem-condicoes-de produzir-todos-os-antirretrovirais-que-fo. Acesso em: 28 abr. 2016

__________. Política Nacional de DST/AIDS: princípios, diretrizes e estratégias. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 1999.

CASCIANO, Vinícius; BARROSO, Wanise B. G. Propriedade Industrial: Oportunidades e Barreiras para a Produção de Medicamentos Genéricos no Brasil. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v2il.50. Acesso em: 23 abr. 2016.

Classificação Internacional de Patentes. Disponível em: . Acesso em 12 jun. 2015.

GALVÃO, Jane. AIDS no Brasil. A Agenda de Construção de uma Epidemia, 1ª Ed. Editora 34, 2000.

GALVÃO, Jane. A política brasileira de distribuição e produção de medicamentos antirretrovirais: privilégio ou um direito? Cadernos de Saúde Pública, vol.18 no.1 Rio de Janeiro Jan./Feb. 2002.

GRANGEIRO, A.; SALAZAR, A. L.; FULANETTI, F.; BELOQUI, J.; GROU, K. B.; SCHEFFER, M. Propriedade intelectual, patentes & acesso universal a medicamentos. São Paulo. 2006.

HALLAL, R.; RAVASI, G.; KUCHENBECKER, R.; GRECO, D.; SIMÃO, M. O acesso universal ao tratamento antirretroviral no Brasil. Brasília. 2010.

Instituto Nacional de Pesquisa Industrial. Disponível em: http://ipc.inpi.gov.br/ipcpub/static/pdf/guia_ipc/br/guide/guide_ipc.pdf. Acessado em 09/05/2016

MEINERS, C. M. M. A. Patentes farmacêuticas e saúde pública: desafios à política brasileira de acesso ao tratamento antirretroviral. Cad. Saúde Pública, v. 24, n.7, Rio de Janeiro (RJ), 2008.

PINTO, Agnes C. S.; PINHEIRO, Patrícia N.C.; VIEIRA, Neiva F.C.; ALVES, Maria D. S. Compreensão da pandemia da aids nos últimos 25 anos. 2007.

PUORRO, A.T. Impactos das políticas públicas sobre as patentes dos antirretrovirais para a sustentabilidade do programa de distribuição universal pelo sus no brasil. Campo Grande, 2015 (Dissertação de Mestrado).




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v7i3.1184

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com