Prospecção Tecnológica de Spondias tuberosa (Anacardiaceae)

Fernanda Granja da Silva Oliveira, Amanda Dias Araújo, Jackson Roberto Guedes da Silva Almeida, Márcia Vanusa da Silva, Maria Tereza dos Santos Correia

Resumo


Conhecida popularmente como “umbuzeiro” ou “imbuzeiro”, Spondias tuberosa é uma planta pertencente à família Anacardiaceae, endêmica do Semiárido brasileiro, com grandes potencialidades econômicas. Tendo em vista o potencial econômico e medicinal dessa planta, o objetivo deste estudo foi realizar uma prospecção tecnológica de Spondias tuberosa (umbuzeiro), analisando as patentes depositadas em bases nacionais e internacionais até o presente momento. Foi realizada uma busca dos pedidos de patentes depositados no banco de dados nacional e internacional. A prospecção realizada resultou num total de 20 depósitos de patentes nos bancos de dados consultados, sendo o WIPO o banco com maior número de patentes encontradas.  Constatou-se que o Brasil lidera a busca por tal registro, com 14 patentes depositadas, seguido pelos Estados Unidos, Noruega e Suíça. Foi possível observar um maior número de patentes entre os anos de 2014 e 2016, demonstrando o crescente aumento no interesse tecnológico na planta em estudo. Dentre os depósitos de patentes pesquisados, 23,40% foram classificados no código IPC A61K, que abrange as preparações com finalidades médicas, odontológicas ou higiênicas. Outras classes importantes identificadas foram C07C (compostos orgânicos acíclicos ou carboxílicos) e A23L (alimentos ou produtos alimentícios), com 19,14% cada um, seguidas por A61P (atividade terapêutica específica de compostos químicos ou preparações medicinais), com 14,89% das patentes. Pôde-se perceber a necessidade de um maior investimento na pesquisa e inovação tecnológica nacionais, visando a um uso sustentável e racional da biodiversidade brasileira.

Palavras-chave


prospecção tecnológica, Spondias tuberosa, patente.

Texto completo:

PDF

Referências


BOLZANI, V.S. Biodiversidade, bioprospecção e inovação no Brasil. Ciência e Cultura, v. 68, n. 1, p. 4-5, 2016.

CAVALCANTI, N.B.; RESENDE, G.M.; BRITO, L.T.L. Processamento do fruto do imbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.). Ciência e Agrotecnologia, v. 24, p. 252-259, 2000.

FREITAS, A. Estrutura de mercado do segmento de fitoterápicos no contexto atual da indústria farmacêutica brasileira. Brasília: Ministério da Saúde, 2007.

NADIA, T. L.; MACHADO, I. C.; LOPES, A. V. Polinização de Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae) e análise da partilha de polinizadores com Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae), espécies frutíferas e endêmicas da caatinga. Revista Brasileira de Botânica, v. 30, n. 1, p.89-100, 2007.

NEWMAN, D. J.; CRAGG, G. M. Natural Products as Sources of New Drugs over the 30 Years from 1981 to 2010. Journal of Natural Products, v. 3, n. 75, p. 311-355, 2012.

OLIVEIRA-JÚNIOR, R.G.; ALMEIDA, J.R.G.S. Prospecção tecnológica de Ananas comosus (Bromeliaceae). Revista GEINTEC, v. 3, n. 1, p. 32-40, 2012a.

OLIVEIRA-JÚNIOR, R.G.; ALMEIDA, J.R.G.S. Prospecção tecnológica de fotoprotetores derivados de produtos naturais. Revista GEINTEC, v. 2, n. 5, p. 505-513, 2012b.

OLIVEIRA-JÚNIOR, R.G.; RABÊLO, S.V.; ARAÚJO, C.S.; SILVA, J.C.; DINIZ, T.C.; ALMEIDA, J.R.G.S. Prospecção tecnológica do gênero Anonna (Annonaceae). Revista GEINTEC, v. 4, n. 2, p. 850-858, 2014a.

OLIVEIRA-JÚNIOR, R.G.; FERRAZ, C.A.A.; NUNES, X.P.; ALMEIDA, J.R.G.S. Utilização de flavonoides no setor industrial farmacêutico: um estudo de prospecção tecnológica. Revista GEINTEC, v. 4, n. 2, p. 859-866, 2014b.

PIMENTEL, V.; VIEIRA, V.; MITIDIERI, T.; FRANÇA, F.; PIERONI, J.P. Biodiversidade brasileira como fonte da inovação farmacêutica: uma nova esperança? Revista do BNDES, v. 43, p. 41-89, 2015.

SILVA, O. N.; CHINALIA L. A.; PAIVA, J. G. A. Caracterização histoquímica dos folíolos de Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae lindl.). Revista Caatinga, v. 21, n. 3, p.62-68, 2008.

SIMÕES, C. M. O.; SCHENCKEL, E. P. A pesquisa e a produção brasileira de medicamentos a partir de plantas medicinais: a necessária interação da indústria com a academia. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 12, n.1, p. 35-40, 2002.

UCHÔA, A.D.A., OLIVEIRA, W.F., PEREIRA, A.P.C., SILVA, A.G., CORDEIRO, B.M.P.C., MALAFAIA, C.B., ALMEIDA, C.M.A., SILVA, N.H., ALBUQUERQUE, J. F.C., SILVA, M.V. AND CORREIA, M.T.S. Antioxidant activity and phytochemical profile of Spondias tuberosa Arruda leave extracts. American Journal of Plant Sciences, v. 6, p. 3038-3044, 2015.

ZERAIK, M. L.; QUEIROZ, E. F.; MARCOURT, L.; CICLET, O.; CASTRO-GAMBOA, I.; SILVA, D. H. S.; CUENDET, M.; BOLZANI, V. S. Antioxidants, quinone reductase inducers and acetylcholinesterase inhibitors from Spondias tuberosa fruits. Journal of Functional Foods, v. 21, 396-405, 2016.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v10i3.1128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. [email protected]