Estudo bibliométrico da produção científica nacional e internacional no setor de saneamento/ Production bibliometric scientific study in national and international sanitation sector

Diego Araujo Reis, Fernanda Esperidião, Marco Antônio Jorge, Luiz Carlos de Santana Ribeiro, Talita de Souza Mota, José Carlisson do Nascimento Santos, Alessandra Tavares da Silva

Resumo


O saneamento básico é entendido como sendo a gestão ou controle dos fatores físicos que podem exercer efeitos nocivos aos seres humanos, prejudicando, portanto, o seu bem-estar físico, mental e social. O debate acerca do saneamento básico é fundamental para a proposição de ações de empresas e governos inseridos nesse setor. Contudo, é fundamental que tais ações estejam amparadas em estudos que qualifiquem e quantifiquem o contexto das discussões acadêmicas sobre o tema. Este artigo tem como objetivo mapear, selecionar e analisar as principais características do perfil da produção científica nacional e internacional na área do Saneamento, entre 1994 e 2015. Para tanto, realizou-se um estudo bibliométrico, isto é, uma pesquisa qualitativa e quantitativa como principal ferramenta metodológica. Foram mapeados 2.282 artigos científicos. Após a análise do conteúdo foram selecionados 153 para compor o portfólio bibliográfico de revisão da literatura científica sobre saneamento. Os achados demonstram uma relativa expansão das pesquisas em saneamento e a presença de pesquisadores brasileiros, indicando uma base intelectual local. Conclui-se que a pesquisa sobre o saneamento é fundamental para visualizar lacunas e dar suporte a novos estudos.



Texto completo:

PDF

Referências


ABBOTT M. A.; COHEN, B. Productivity and efficiency in the water industry. Utilities Policy. 17, 2009.

ANDRADE JÚNIOR, P. P.; CERANTO, F. A. A. Um retrato bibliométrico da produção cientifica brasileira sobre Gestão da Tecnologia e da Inovação no período 2001-2011. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, v. 6, n .6, p. 708-719, 2013.

ANDRADE, T. A.; BRANDÃO, A. P.; LOBÃO, W. J. A.; SILVA, S. L. Q. Saneamento urbano: a demanda residencial por água. Pesquisa e Planejamento Econômico, Rio de Janeiro, v. 25 nº 3, 1995.

ARAÚJO, C. A. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em questão, v. 12, n. 1, 2007.

BERG, S. Water utility benchmarking. Measurement, Methodologies, and Performance Incentives. International Water Association (IWA) Publishing, Nueva York, London, 2010.

BETTIO, M. Produção e colaboração científica da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre representada na Web of Science (1961-2014). 2015. 87 f. Monografia (graduação). Curso de Biblioteconomia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRS.

BORBA, M. L.; HOELTGEBAUM, M.; SILVEIRA, A. A produção científica em empreendedorismo: análise do Academy of Management Meeting: 1954-2005. Revista de Administração Mackenzie, v. 12, n. 2, 2011.

CEZAR, L. C.; et al. Panorama Acadêmico sobre Resíduos Sólidos: Análise da produção cientifica a partir do marco legal do setor. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, v. 5, n. 2, p. 14-33, 2015.

ENSSLIN, L.; et al. Avaliação de Desempenho nas Empresas de Saneamento Básico: Construção de um Portfólio Bibliográfico Relevante ao Tema. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 4, n. 1, p. 72-90, 2015.

ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. R.; PINTO, H. M. Processo de investigação e Análise bibliométrica: Avaliação da Qualidade dos Serviços Bancários. Revista de Administração Contemporânea, v. 17, n. 3, 2013.

FARIA, R. C.; FARIA, S. A.; MOREIRA, T. B. S. A privatização no setor de saneamento tem melhorado a performance dos serviços? Planejamento e políticas públicas, n. 28, 2009.

FERNANDES, C. Esgotos sanitários. Editora Universitária/Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 1997.

FEWTRELL, L.; et al. Water, sanitation, and hygiene interventions to reduce diarrhoea in less developed countries: a systematic review and meta-analysis. The Lancet infectious diseases, v. 5, n. 1, p. 42-52, 2005.

FUJIWARA, T.; et al. A privatização beneficia os pobres? Os efeitos da desestatização do saneamento básico na mortalidade infantil. Anais do XXXIII Encontro Nacional de Economia, 2005.

GALIANI, S.; GERTLER, P.; SCHARGRODSKY, E.. Water for Life: The Impact of the Privatization of Water Services on Child Mortality. Journal of Political Economy, vol. 113, n. 1, 2005.

GALLON, A. V.; et al. Um estudo reflexivo da produção científica em capital intelectual. Revista de Administração Mackenzie, v. 9, n. 4, 2008.

GAMPER-RABINDRAN, S.; KHAN, S.; TIMMINS, C. The impact of piped water provision on infant mortality in Brazil: A quantile panel data approach. Journal of Development Economics; v 92, n.2, p. 188-200, 2010.

HUNTER, P. R. TORO, G. I. R.;MINNIGH , H. A. Impact on diarrhoeal illness of a community educational intervention to improve drinking water quality in rural communities in Puerto Rico. BMC Public Health, 10:219, 2010.

JALAN, J; RAVALLION, M. Does piped water reduce diarrhea for children in rural India? Journal of Econometrics. Volume 112, Issue 1, 2003.

LEITE FILHO, G. A.; et al. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. Revista de Administração Contemporânea, v. 12, n. 2, 2008.

MANGYO, E. The effect of water accessibility on child health in China. Journal of Health Economics, v. 27, n. 5, p. 1343-1356, 2008.

MARICATO. J. M. Procedimentos metodológicos em estudos bibliométricos e cientométricos: opções e reflexões no contexto dos processos de recuperação e organização da informação. In: Costa, R. L. M. Estudos Contemporâneos em Comunicações e Artes: melhores teses e dissertações da ECA/USP 2010.

MOTTA, R. S; MENDES, A. P. F.; MENDES, F. E.; YOUNG, C. E. F. Perdas de serviços ambientais do recurso água para uso doméstica. Revista Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 24, n. 1, 1994.

MURCIA, F. D.; et al. Mapeamento da pesquisa sobre disclosure ambiental no cenário internacional: uma revisão dos artigos publicados em periódicos de língua inglesa no período de 1997 a 2007. ConTexto, v. 10, n. 17, p. 7-18, 2008.

NISHIMURA, F. N.; SAMPAIO, B. R.. Efeito do Programa" Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil" no Nordeste e Amazônia Legal. In: Anais do 42° Encontro Nacional de Economia. ANPEC- Associação Nacional dos Centros de Pós graduação em Economia, 2014, 09-12 dez; Natal, RN.

OHIRA, T. H.; SHIROTA, R. Eficiência econômica: uma aplicação do modelo de fronteira estocástica em empresas de saneamento. Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural - XLIII CONGRESSO DA SOBER. Ribeirão Preto, 2005.

OLIVEIRA, D.; et al. Análise de tendência dos estudos enfocados em custos e eficiência do setor de saneamento básico. Revista Ambiente Contábil, v. 4, n. 2, p. 40, 2012.

OLIVEIRA, D. T.; et al. Pesquisa em contabilidade no Brasil: estudo bibliométrico de três periódicos. REAVI- Revista Eletrônica do Alto Vale do Itajaí, v. 1, n. 2, p. 65-75, 2012.

PENTEADO FILHO, R.; ÁVILA, A. Embrapa Brasil: análise bibliométrica dos artigos na Web of Science (1977-2006). Brasília: Embrapa, 2009.

SABBIONI, G. Efficiency in the Brazilian sanitation sector. Utilities Policy, v. 16, n. 1, 2008.

SAES, S. G. Estudo bibliométrico das publicações em economia da saúde no Brasil, 1989-1998. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado em Administração de Serviços de Saúde) Universidade de São Paulo, Faculdade de Saúde Pública, São Paulo, 2000.

SAIANI, C. C. S.; JÚNIOR, R. T. Evolução do acesso a serviços de saneamento básico no Brasil (1970 a 2004). Economia e Sociedade, Campinas, v. 19, n. 1, p. 79-106, 2010.

SAIANI, C.C. S; MENEZES, R. T.; JÚNIOR, R. T. Desestatização do abastecimento de água no Brasil: efeitos sobre o acesso e a desigualdade de acesso. Encontro Nacional de Economia (ANPEC), 2009.

SAIANI, C. C. S; AZEVEDO, P. F. Privatização do Saneamento Básico Faz Bem à Saúde?. In: Anais do 41° Encontro Nacional de Economia. ANPEC- Associação Nacional dos Centros de Pós graduação em Economia, 2013, 10-13 dez; Iguaçú, PR.

SCRIPTORE, J. S.; JÚNIOR, R. T. A estrutura de provisão dos serviços de saneamento básico no Brasil: uma análise comparativa do desempenho dos provedores públicos e privados. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 6, p. 1479-1504, 2012.

SPINAK, E. Dicionário enciclopédico de bibliometria, cienciometria e infometria. Caracas: UNESCO, 1996.

SOUZA, R. F. P; DA SILVA JUNIOR, A. G. Poluição Hídrica e Qualidade de Vida: O caso do Saneamento Básico no Brasil. In: Anais do XLII CONGRESSO DA SOBER; 2004, 25-28 julho; Cuiabá, MT.

TAGUE-SUTCKIFFE, J. An introduction to informetrics. Information Processing & Management, v. 28, n. 1, p.1-3, 1992.

VASCONCELOS, Y. L. Estudos Bibliométricos: Procedimentos Metodológicos e Contribuições. UNOPAR Científica. Revista de Ciências Jurídicas e Empresariais, v.15, n.2, p. 211-220, 2014.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v7i1.1077

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com