A Inovação como Fonte Para Vantagem Competitiva nas Organizações: uma Revisão Sistemática da Literatura

Laura Battezini Torres, Tamires Bressiani Pagnussatt, Eliana Andréa Severo

Resumo


A abrangência de estudos que evidenciam a inovação como uma das principais forças direcionadoras do desenvolvimento econômico e da competitividade empresarial, tanto na área acadêmica, quanto organizacional cresceu significativamente. Pelo contexto exposto, a presente pesquisa buscou destacar os principais conceitos de inovação como fonte de vantagem competitiva, para isso foi realizada uma revisão sistemática da literatura na base dados EBSCO. Os resultados destacam que a inovação deve ser uma das estratégias das organizações para gerar vantagem competitiva, possibilitando a sua diferenciação ou aproximação de seus concorrentes, auxiliando na sua sustentabilidade ao longo do tempo.


Palavras-chave


Inovação, Vantagem Competitiva, Organizações, Revisão Sistemática

Texto completo:

PDF

Referências


ARONOFF, C. E.; WARD, J. L. Family-owned businesses: a thing of the past or a model for the future?. Family Business Review, v. 8, n. 2, p. 121-130, 1995.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BARNEY, J. Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of Management, v. 17, n 1, p. 99-120, 1991.

BURNS T.; STALKER, G. The management of innovation. London: Tavistock Publications, 1961.

CARMONA, C. U. M.; DE AQUINO, J. T.; GOUVEIA, R. L. A. Inovação e agregação de valor: um estudo das empresas brasileiras mais inovadoras. Exacta, v. 14, p. 71-84, 2016.

CASTRO, C. E.; DESENDER, K. A. Analyzing Porter's ideas: horizontal differentiation and product innovation. Journal of Knowledge Management, v. 8, p. 24-38, 2010.

CHEN, Y; LIMA, R. G. D.; MARTINS, V. F. Processo de inovação: análise sob a ótica dos elementos organizacionais – revisão literária estruturada e implicações para pesquisas futuras. Organizações em contexto, v. 8, n. 16, p. 91-119, 2012.

CHESBROUGH, H. Inovação aberta: como criar e lucrar com a tecnologia. 1 ed. Trad.: Faria. Porto Alegre: Bookman, 2012.

COLBY, E.; DOBNI, C. B. Innovation - the next level of sustainable competitive advantage for your organization, and you!. Workforce Solutions Review, v. 6, n. 5, p. 22-25, 2015.

CARVALHO, G. D. G.; SILVA, W. V.; POVOA, S. C. A.; CARVALHO, G. H. Radar da inovação como ferramenta para o alcance de vantagem competitiva para micro e pequenas empresas. Revista de Administração e Inovação - RAI, v. 12, n. 4, p. 162-186, 2015.

DE MASSIS, A.; FRATTINI, F.; PIZZURNO, E.; CASSIA, L. Product innovation in Family versus nonfamily firms: an exploratory analysis. Journal of Small Business Management, v. 53, n. 1, p. 1-36, 2015.

DE MASSIS, A; DI MININ, A; FRATTINI, F. Family-driven innovation: resolving the paradox in family firms. California Management Review, v. 58, n. 1, p. 5-19, 2015

GARCIA, R.; CALANTONE, R. A critical look at technological innovation typology and innovativeness terminology: a literature review. Journal of Product Innovation Management, v. 19, n. 2, p. 110-132, 2002.

GLUESING, J.C; RIOPELLE, K. R. Guest editor´s introduction: collaborative innovation networks for competitive advantage. Journal of Advanced Manufacturing Systems, v. 8, n. 2, p. 115-116, 2009.

GRANT, R.M. The resource-based theory of competitive advantage: Implications for strategy formulation. California Management Review, v. 33, n. 3, p. 114-135, 1991.

HART, C. Doing a literature review: releasing the social science research imagination. London: Sage Publications, 1998.

HULT, G; HURLEY, R; KNIGHT, G. Innovativeness: its antecedentes and impacto on business performance. Industrial Marketing Management, v. 33, p. 429-438, 2003.

HURLEY, R. F.; HULT, G. T. M. Innovation, market orientation, and organizational learning: An integration and empirical examination. Journal of Marketing, v. 62, n. 3, p. 42-54, 1998.

ITO, N. C., HAYASHI JUNIOR, P. GIMENEZ, F. A. P., FENSTERSEIFER, J. E. Valor e vantagem competitiva: buscando definições, relações e repercussões. Revista de Administração Contemporânea - RAC, v. 16, n. 2, p. 290-307, 2012.

KITCHENHAM, B; et al. Systematic literature reviews in software engineering: a tertiary study. Information & Software Technology, v. 52, n. 8, p. 792-805, 2010.

LA PORTA, R.; SILANES, F. L.; SHLEIFER, A. Corporate ownership around the world. Journal of Finance, v. 54, n. 2, p. 471-517, 1999.

LEIFER, R; O´CONNOR, C. G; RICE, M. A implementação de inovação radical em empresas maduras. Revista de Administração de Empresas – RAE, v. 42, p. 17-30, 2002.

LIAO, T; RICE, J; LU, J. The vicissitudes of competitive advantage: empirical evidence from Australian Manufacturing SMEs. Journal of Small Business Management, v. 53, n. 2, p. 469-481, 2015.

MUKUNDAN, G. Editorial: innovation for competitive advantage. Journal of Advanced Manufacturing Systems, v. 5, n. 1, p. 1-2, 2006.

MUZAMIL, M. N.; SHARAN, K. Relative capacity. Journal of Management Research, v. 1, n. 2, p. 77-86, 2011.

PERDOMO, O. J.; GONZALEZ, B. J.; GALENDE, J. The intervening effect of business innovation capability on the relationship between total quality management and technological innovation. International Journal of Production Research, v.47, n. 18, p. 5087-5107, 2009.

PORTER, M. E. The competitive advantage of nations. Harvard Business Review, v. 68, p. 73-93, 1990.

PORTER, M. E. Towards a dynamic theory of strategy. Strategic Management Journal, v. 12, p. 95-117, 1991.

ROSTAMI, N. A. Examining the relationship between marketing capability and innovation. International Journal of Management, Accounting & Economics, v. 2, n. 1, p. 64-72, 2015.

SAMSON, D; GLOET, M. Innovation capability in Australian manufacturing organisations: an exploratory study. International Journal of Production Research, v. 52, n. 21, p. 6448-6466, 2014.

SANTOS, J. G. C.; VASCONCELOS, A. C.; DE LUCA, M. M. M. Perfil da inovação e da internacionalização de empresas transnacionais. Revista de Administração e Inovação - RAI, v. 10, n. 1, p. 189-211, 2013.

SCHUMPETER, J. A. The theory of economic development. 1ª ed. Cambridge: Harvard University Press, 1934.

SHAW, J. A. Schema approach to the formal literature review in engineering theses. System, v.23, n.3, p.325-335, 1995.

SILVA, G.; DACORSO, A. L. R. Inovação aberta como uma vantagem competitiva para a micro e pequena empresa. Revista de Administração e Inovação - RAI, v.10, n. 3, p. 251-268, 2013.

SIQUEIRA, A. O.; COSH, A. D. Effects of product innovation and organisational capabilities on competitive advantage: evidence from UK small and medium manufacturing enterprises. International Journal of Innovation Management, v. 12, n. 2, p. 113-137, 2008.

STAL, E. Internacionalização de empresas brasileiras e o papel da inovação na construção de vantagens competitivas. Revista de Administração e Inovação - RAI, v. 7, n. 3, p. 120-149, 2010.

TEECE, D. J.; PISANO G.; SHUEN, A. Dynamic capabilities and strategic management. Strategic Management Journal, v. 18, n. 7, p. 509-533, 1997.

TEH, C. C.; KAYO, E. K.; KIMURA, H. Marcas patentes e criação de valor. Revista de Administração Mackenzie, v.9, n. 1, p. 86-106, 2008.

VOLPATO G. L. CIÊNCIA: da filosofia à publicação. 6ª ed. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013.

WEST, J.; BOGERS, M. Leveraging external sources of innovation: a review of research on open innovation. Journal of Product Innovation Management, v. 31, n. 4, p. 814-831, 2014.




DOI: https://doi.org/10.7198/geintec.v7i4.1022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

__________________________________

ISSN: 2237-0722

A REVISTA GEINTEC possui D.O.I e está cadastrada nos sistemas:

Os trabalhos da Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias de www.revistageintec.net está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - Aracaju/SE. Universidade Federal de Sergipe. Cidade Universitária Prof. "José Aloísio de Campos" 

Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - Pólo de Pós-Graduação - Sala 8 - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE. revistageintec@gmail.com